Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Portal da Prefeitura do Município de Londrina - Núcleo de Comunicação
Prefeito envia projeto do ISS Tecnológico para Câmara
Qua, 02 de Junho de 2010 00:49
Programa concede incentivos de até 40% no recolhimento mensal do Imposto Sobre Serviços para empresas que investir em pesquisa e desenvolvimento tecnológico
  



260639af7979c08af9fcc31b277f1537O prefeito de Londrina, Barbosa Neto, o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Kentaro Takahara, e o diretor de desenvolvimento e tecnologia do órgão, Marcus Von Borstel, anunciaram hoje (2), durante coletiva semanal, o projeto que cria o ISS Tecnológico, programa que possibilita aos empresários londrinenses do setor deduzir parte do que contribuírem ao Imposto Sobre Serviços (ISS) para investir em pesquisa e desenvolvimento tecnológico. Barbosa Neto destacou que tanto o poder público como a iniciativa privada acabam sendo beneficiados com essa parceria. “O ISS Tecnológico fortalece o arranjo produtivo local na área de Tecnologia da Informação. Nossa lei irá beneficiar em 100% o comércio da cidade, dinamizando e gerando vários empregos para a nossa população. De R$ 1 milhão que será disponibilizado, teremos sete vezes mais girando a roda da economia e contribuindo com mais impostos”, explicou o prefeito. O diretor de Desenvolvimento e Tecnologia do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel) , Marcus von Borstel lembrou que o ISS Tecnológico é o primeiro projeto de lei que estipula incentivos fiscais destinados especificamente para o setor de prestação de serviços. “Este programa faz com que todos os empresários e prestadores de serviços, como construtoras, transportadoras, corretoras de seguro e trabalhadores ligados à Tecnologia da Informação (TI), transformem a cidade cada vez em um verdadeiro pólo de TI e prestação de serviços, já que os recursos destinados farão com que as empresas sejam mais competitivas”, comentou. Segundo o diretor, a cidade tem potencial para se tornar também um centro de referência em TI. “É uma ação que vai alavancar e fortalecer os empreendimentos locais, gerando assim mais empregos para nossa cidade. O sistema de abatimentos desse programa foi pensado para que os micro e pequenos empresários pudessem ser beneficiados”, disse. Outro destaque é que os valores do incentivo devem ser investidos em Londrina, ou seja, as aquisições devem ser feitas em empresas que estejam radicadas em Londrina há pelo menos seis meses. “Assim, a lei gera duplo benefício, pois incentiva não só os prestadores de serviço a se modernizarem e se tornarem mais competitivos, mas também as empresas de Tecnologia da Informação a desenvolverem novas tecnologias a serem aplicadas no setor de prestação de serviço”, avaliou von Borstel. De acordo com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Marcelo Cassa, que também esteve presente no evento, a viabilização do projeto é uma prova da capacidade da articulação da administração municipal com as empresas locais. “Esse setor precisa ser atendido tanto no investimento em novas tecnologias, que irá possibilitar com que os produtos sejam mais competitivos no mercado, quanto no incentivo da instalação de novas empresas na cidade graças ao benefício municipal”, disse. ISS Tecnológico Conforme prevê o projeto, a prefeitura poderá destinar até R$ 1 milhão de incentivo anualmente para essa finalidade. Cada estabelecimento terá direito a abater um determinado percentual do imposto que paga mensalmente, de acordo com os seguintes critérios: quem movimenta uma média mensal de R$ 20 mil ou mais em ISS pode deduzir 10% do total recolhido nos últimos 12 meses. Movimentações entre R$ 10 mil e R$ 20 mil possibilitam o abatimento de 20% do montante. Já quem atinge o máximo de R$ 10 mil em pagamentos médios mensais de ISS tem direito a investir 40%. Para participar do Programa ISS Tecnológico, o empresário deve ter contribuições com esse imposto por pelo menos 12 meses anteriores à apresentação do projeto. Os recursos abatidos devem ser investidos em aquisição de equipamentos/hardware, softwares, capacitação profissional, serviços de consultoria, melhoria de infra-estrutura. O ISS Tecnológico já está em vigência em Curitiba desde 2001. Em um período de três anos (de 2005 a 2008), 2.832 novos empregos diretos foram gerados na capital paranaense por causa do programa. Quase R$ 50 milhões foram movimentados, já que, além dos R$ 37,5 milhões liberados pela Prefeitura de Curitiba, outros R$ 11,6 milhões foram investidos pelas empresas incentivadas como contrapartida. Com isso, o faturamento dos empreendimentos participantes chegou a crescer mais de 18%.
(Londrina, 2 de junho de 2010)
 
Agência do Trabalhador oferece 1.211 vagas para segunda-feira
Ter, 01 de Junho de 2010 23:59
Interessados devem procurar a Agência do Trabalhador na Rua Prefeito Hugo Cabral, nº 301, ou no Terminal Urbano, ambos na região central


A Agência do Trabalhador de Londrina do Sistema Nacional do Emprego (Sine) divulgou algumas das vagas de trabalho disponíveis no município para a próxima segunda-feira (7). No total, o Sine dispõe de 1.211 oportunidades para 141 diferentes ocupações.
São disponibilizadas vagas sem exigência de escolaridade ou com requisitos de ensino fundamental, médio e superior completos e incompletos. Também há oportunidades para cidadãos com e sem experiência. Das vagas anunciadas, 288 são para pessoas com deficiência. Os interessados devem se dirigir à sede da Agência do Trabalhador, na rua Prefeito Hugo Cabral, nº 301, ou ao Terminal Urbano, na rua Benjamin Constant, portando a carteira de trabalho e documentos pessoais. O atendimento a pessoas com deficiência é feito somente na sede do Sine. O horário de atendimento é das 8h às 17h. Atenção O Sine informa que as vagas de emprego e especificações exigidas estão disponíveis para consulta pelo site www.setp.pr.gov.br. É preciso selecionar a opção “Trabalho e Emprego” e depois “Agência do Trabalhador”. Ao escolher a cidade de Londrina, é possível procurar as vagas disponíveis por localidade, exigência de escolaridade, bairro, cargo ou faixa salarial. Em virtude do feriado de Corpus Christi nesta quinta-feira (3), o serviço retoma o atendimento normal na próxima segunda-feira (7). Os cargos ofertados são:
AÇOUGUEIRO
AJUDANTE DE AÇOUGUEIRO
AJUDANTE DE CARGA E DESCARGA DE MERCADORIA
AJUDANTE DE ELETRICISTA
AJUDANTE DE EMBARQUE DE CARGA
AJUDANTE DE FARMÁCIA
AJUDANTE DE MOTORISTA
AJUDANTE DE PADEIRO
ALINHADOR DE DIREÇÃO
ANALISTA DE EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
ASSISTENTE DE VENDAS
ATENDENTE DE BALCÃO
ATENDENTE DE BERÇÁRIO
ATENDENTE DE LANCHONETE
AUXILIAR CONTÁBIL
AUXILIAR DE ALMOXARIFADO
AUXILIAR DE COBRANÇA
AUXILIAR DE CONFEITARIA
AUXILIAR DE COZINHA
AUXILIAR DE DEPÓSITO
AUXILIAR DE DOBRADOR (METAIS)
AUXILIAR DE ELETROTÉCNICO
AUXILIAR DE ESTOQUE
AUXILIAR DE EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO
AUXILIAR DE FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO
AUXILIAR DE LIMPEZA
AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO
AUXILIAR DE MECÂNICO DE AUTOS
AUXILIAR DE PESSOAL
AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS
AUXILIAR FINANCEIRO
AUXILIAR TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO
BALANCEIRO
BALCONISTA DE PADARIA
CAMAREIRA
CASEIRO
COLORISTA
CONDUTOR DE BICICLETA NO TRANSPORTE DE MERCADORIAS
CONFERENTE DE CONTROLE DE PRODUÇÃO
CONSULTOR DE VENDAS
CONTROLADOR DE QUALIDADE
COPEIRO
CORTADOR
COSTUREIRA DE MÁQUINA RETA
COSTUREIRO EM GERAL
COZINHEIRO DE RESTAURANTE
COZINHEIRO EM GERAL
DEDETIZADOR
ELETRICISTA 
EMPACOTADOR A MÃO
ENCANADOR
ENFESTADOR DE ROUPAS
ESTILISTA
ESTOQUISTA
FISCAL DE LOJA
FORNEIRO DE PADARIA
FRENTISTA
FUNILEIRO DE VEÍCULOS (REPARAÇÃO)
GARÇOM
INSPETOR DE ALUNOS
INSTALADOR DE ALARMES RESIDENCIAIS
MANOBRISTA
MECÂNICO
MECÂNICO DE AUTOMÓVEL
MECÂNICO DE FOGÃO
MECÂNICO DE MOTOCICLETAS
MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO DOMÉSTICA
MECÂNICO DE VEÍCULOS
MENSAGEIRO
MONTADOR
MOTOBOY
MOTORISTA DE AUTOMÓVEIS
MOTORISTA DE CAMINHÃO
MOTORISTA ENTREGADOR
MOTORISTA OPERACIONAL DE GUINCHO
OFFICE-BOY
OFICIAL DE SERVIÇOS GERAIS
OPERADOR DE CAIXA
OPERADOR DE CALDEIRA
OPERADOR DE EMPILHADEIRA
OPERADOR DE GUILHOTINA
OPERADOR DE MÁQUINAS FIXAS EM GERAL
OPERADOR DE PRENSA (FERRAMENTARIA)
OPERADOR DE TELEMARKETING ATIVO E RECEPTIVO
PEDREIRO
PINTOR À REVÓLVER
PINTOR DE AUTOMÓVEIS
PINTOR INDUSTRIAL
PIZZAIOLO
PORTEIRO
RECEPCIONISTA ATENDENTE
RECEPCIONISTA, EM GERAL
REPOSITOR DE MERCADORIAS
SECRETÁRIA EXECUTIVA
SERRALHEIRO
SERVENTE DE LIMPEZA
SERVENTE DE PEDREIRO
SOLDADOR
TÉCNICO DE MANUTENÇÃO ELETRÔNICA
TÉCNICO EM MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFOMÁTICA
TORNEIRO CNC
TORNEIRO FERRAMENTEIRO
TRABALHADOR AGRÍCOLA
VENDEDOR DE COMÉRCIO VAREJISTA
VENDEDOR DE SERVIÇOS
VENDEDOR INTERNO
VENDEDOR PRACISTA
ZELADOR
AÇOUGUEIRO
AJUDANTE DE AÇOUGUEIRO
AJUDANTE DE MOTORISTA
ANALISTA DE CONTABILIDADE
AUXILIAR DE ADMINISTRAÇÃO
AUXILIAR DE CONFEITARIA
AUXILIAR DE COZINHA
AUXILIAR DE DEPÓSITO
AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO
AUXILIAR DE SEGUROS
AUXILIAR GERAL DE CONSERVAÇÃO DE VIAS PERMANENTES
BALCONISTA DE PADARIA
CONFERENTE DE MERCADORIA
EDUCADOR INFANTIL DE NÍVEL MÉDIO
EMPACOTADOR
FISCAL DE CAIXA
FISCAL DE LOJA
OFICIAL DE SERVIÇOS GERAIS
OPERADOR DE CAIXA
OPERADOR DE VÍDEO
PROFESSOR DE DISCIPLINAS PEDAGÓGICAS NO ENSINO MÉDIO
PROFESSOR DE ENSINO PRÉ-ESCOLAR
PROFESSOR DE FILOSOFIA NO ENSINO MÉDIO
PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL
PROFESSOR UNIVERSITÁRIO NA ÁREA DE PRÁTICA DE ENSINO
REPOSITOR DE MERCADORIAS
SERVENTE DE LIMPEZA
TÉCNICO EM MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA
VENDEDOR INTERNO
VIGIA
ZELADOR
(Londrina, 2 de junho de 2010)
 
CMTU informa atividades previstas para hoje
Ter, 01 de Junho de 2010 23:34
A Companhia executa diversos procedimentos em vários pontos do município; serviço pode ser solicitado pelo 3379-7900


A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) de Londrina informa a programação prevista para esta quarta-feira (dia 2), realizada por diversos setores do órgão em pontos estratégicos de Londrina. Os trabalhos envolvem coordenadorias de Trânsito, Transportes, Espaços Públicos, entre outras que auxiliam o cotidiano do londrinense nas vias e pontos públicos da cidade. O setor de Terrenos Públicos realiza capina e roçagem na região norte especificamente nos conjuntos Vivi Xavier, Manoel Gonçalves, Parigot de Souza I e jardins Paris e Alto da Boa Vista. A praça Comandante Pedro Bortolotto, a rotatória em frente ao Centro de Eventos e a avenida Salgado Filho também recebem o serviço. O setor executa ainda a retirada de entulho no 5º Batalhão de Polícia Militar, na rua Ilma Guergoletto, no fundo de vale do conjunto Hilda Mandarino e na avenida São João com rua Alice Sumiko. A diretoria de Trânsito dá continuidade na fiscalização da campanha “Pé na faixa” na rua Professor João Cândido em frente à  Americanas, na avenida Bandeirantes, na avenida Juscelino Kubitschek em frente ao Colégio Londrinense e na rua Piauí com Rio de Janeiro e com São Paulo. Além disso, a diretoria faz o atendimento de reclamações de estacionamento regulamentado e zona azul. O Sistema Viário, por sua vez, faz a manutenção da sinalização em vários pontos da cidade. O setor de Terrenos Particulares fiscaliza terrenos para autuação no residencial Quadra Norte e no Taparica na região Norte da cidade. A coordenadoria de Semáforos monitora a funcionalidade dos sinaleiros e promove a troca de lâmpadas. Já o setor de Posturas faz a retirada de publicidade em vários pontos da cidade. A diretoria do Espaço Público faz o atendimento às solicitações de pedido de alvará, às autorizações para uso do espaço público e às autorizações para realização de panfletagem na cidade. O grupo promove o cadastramento de ambulantes e feirantes e, age ainda, no gerenciamento do serviço de transporte comercial, como o de cargas, fretamento, moto-táxi, táxi e de escolares. A coordenadoria do Transporte Terminal permanece com suas fiscalizações de rotina. A Coleta Seletiva faz o monitoramento das quatro regiões da cidade e entrega sacaria na região Sul e Norte da cidade. Por fim, a Coleta Domiciliar atua nas fiscalizações do aterro controlado e da capina e roçagem no Lago Igapó IV. Serviço Para solicitar qualquer um dos serviços citados, além de outros realizados pela CMTU, o interessado pode entrar em contato com a companhia pelo telefone (43) 3379-7900. O órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
(Londrina, 2 de junho de 2010)
 
Executivo apresenta substitutivo ao projeto de PPPs
Qua, 02 de Junho de 2010 00:15
A proposta havia sido tirado de pauta para análise das sugestões propostas pelas organizações da sociedade civil; texto agora regulamenta conselhos e institui fundo de garantia


260639af7979c08af9fcc31b277f1537O prefeito de Londrina, Barbosa Neto, encaminhou hoje (2) ao seu líder na Câmara Municipal de Vereadores, Sebastião dos Metalúrgicos, o substitutivo para o projeto de lei que regula as Parcerias Público-Privadas (PPPs) em âmbito municipal. O projeto inicial havia sido apresentado à comunidade londrinense em audiência no dia 12 de abril, à Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil) e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que apresentaram formalmente diversas sugestões de alteração. O projeto foi, então, retirado de pauta, e, após apreciação do poder Executivo, o substitutivo será apresentado novamente à Câmara. O mérito da proposta não foi alterado, e atesta que as parcerias público-privadas têm como principal meta a atração de capital privado para ser aplicada a setores indelegáveis da administração pública. “Com esse projeto sendo aprovado pela Câmara, nós vamos beneficiar muito a cidade nos próximos meses, e os cofres públicos poderão ter um reforço considerável”, destacou o prefeito. O projeto de lei, que foi enviado à Câmara de Vereadores é uma adequação ao projeto federal, aprovado em dezembro de 2004. A lei federal relativa à PPP determina um valor mínimo para os contratos em R$ 20 milhões, e um tempo mínimo de concessão de cinco anos. Por iniciativa do prefeito Barbosa Neto, a lei foi adequada à realidade londrinense, fixando o valor mínimo em R$ 2 milhões. O assessor especial de assuntos parlamentares, Alysson Tobias de Carvalho, enalteceu que o projeto é um grande avanço, e que a criação do comitê Gestor foi um importante papel para o aprimoramento da lei em Londrina. Outro fator importante foi a readequação do projeto, acertando pontos importantes, comparados aos dos estados de São Paulo e Minas Gerais e da capital paranaense, Curitiba. O substitutivo define, agora, a necessidade de que o objeto da parceria público-privada esteja previsto no Plano Plurianual (PPA) do município, bem como que as obrigações assumidas pelo município sejam compatíveis com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Além disso, o projeto autoriza a instituição, por parte do Executivo, e um Fundo de Garantia de Parceria Público-Privada Municipal (FGPPM). A concessão de garantias pelo fundo será definida em regulamento, obedecendo à Lei de Responsabilidade Fiscal. O secretário de Gestão Pública, Marco Antonio Cito, enalteceu a importância da aprovação do projeto. “É sabido que a maioria dos municípios carecem de recursos livres para efetuar investimentos. As PPPs são uma alternativa importante para a viabilidade de projetos que são fundamentais para o município, como projetos de infra-estrutura, turismo e transporte, por exemplo, e que, em virtude da escassez de recursos, acabam ficando, muitas vezes, em segundo plano”, declarou. “A iniciativa do prefeito em enviar o substitutivo à Câmara e sua posterior aprovação colocarão Londrina como uma das cidades mais modernas do país no tocante a esta legislação”, afirmou o secretário. O Assessor Especial para Assuntos Parlamentares, Alysson Tobias de Carvalho, acredita que as alterações representam uma enorme evolução no projeto das PPPs. “Essa adequação municipal à Lei de 2004 é revolucionária, talvez seja hoje a melhor do país. Ela preza pela transparência, e demonstra que o prefeito está sensível a sugestões da sociedade”, afirmou. Criação de Conselhos
Entre as mudanças na proposta original, merece destaque a regulamentação dos conselhos Gestor e Consultivo para as parcerias. O primeiro será formado pelo diretor presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), pelos secretários de Governo, Gestão Pública, Planejamento e Fazenda, além do Procurador Geral do município e do secretário da pasta pertinente à Parceria. Ele será responsável pela análise técnica, econômico-financeira, social e política dos
projetos de parceria. O Conselho Consultivo, por sua vez, será composto por um representante do Executivo Municipal, dois vereadores, um membro da Acil, da Codel, da OAB, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), do Sindicato dos Trabalhadores e um representante de Sindicato Patronal. Por sua vez, o conselho consultivo terá como atribuição a condução das audiências públicas relacionadas à aprovação da parceria e elaboração de pareceres ao Conselho Gestor. As reuniões dos conselhos devem ser abertas à sociedade civil, e convocar um representante do Ministério Público ou Poder Judiciário.
(Londrina, 2 de junho de 2010)
 
Operação tapa-buracos atende 13 locais hoje
Ter, 01 de Junho de 2010 23:47
Procedimento é efetuado por três equipes de operários da Secretaria Municipal de Obras; população pode solicitar o serviço pelo telefone 3341-1195


O serviço de tapa-buracos da Secretaria Municipal de Obras trabalha hoje (2), em 13 pontos das vias públicas do município. A operação é realizada por três equipes de operários. A primeira atua no Terminal Urbano, nas ruas Pernambuco, Olinda, Julio Estrela, Borba Gato, Paranaguá e Jerusalém. As avenidas Aminthas de Barros, Bandeirantes e Leste-Oeste também recebem o serviço. A segunda executa o trabalho na rua Taubaté, Araçatuba e Carlos Augusto Aldenucci. Por fim, a terceira equipe atua na rua Darcirio Egger. Serviço O setor para a solicitação de cobertura de buracos é ligado à Diretoria de Pavimentação da Secretaria de Obras. O atendimento é feito pelo telefone (43) 3341-1195, das 7h às 13h.
(Londrina, 2 de junho de 2010)
 
Trânsito realiza nova fiscalização nos Lagos da cidade
Ter, 01 de Junho de 2010 09:11
A ação será  regular e pretende orientar e punir motoristas que estacionarem em locais públicos e de passeio; a multa prevista na lei pode chegar a R$ 127 Da Redação
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. dea6413380113a89984219d45616439fNo último fim de semana (29 e 30), a Companhia Municipal de Trânsito Urbano (CMTU), em parceria com a Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), realizou a fiscalização dos Lagos da cidade, autuando e orientando os veículos estacionados irregularmente. Na fiscalização passada, os agentes multaram 12 motoristas. Nesta, somente uma pessoa foi punida por não respeitar a lei. O diretor de Trânsito e Transportes da CMTU, Wilson de Jesus, explicou que primeiramente, é feito uma abordagem de orientação, quando o agente chama o dono do veículo estacionado em local inadequado, e pede que ele retire o carro do local. Caso o motorista não apareça, ou se recuse a retirar o automóvel do lugar, ele receberá uma multa que pode chegar a R$ 127 e cinco pontos na carteira de habilitação. “A fiscalização será regular, e esperamos que a população colabore com a CMTU, pois visamos a preservação destes locais”, destacou Jesus. As ações estão previstas no artigo 181, inciso 8º do Código de Trânsito Brasileiro, o qual proíbe o estacionamento de veículos nos locais destinados à circulação de pedestres, como, por exemplo, ciclovias, canteiros, gramados, entre outros. O diretor enalteceu que a população já está se conscientizando e se adequando à lei através da fiscalização, o que ficou claro com a redução drástica de multas de uma semana para a outra.
(Londrina, 1 de junho de 2010) Foto: Luiz Jacobs
 


Página 1116 de 1517

Acesso Fácil

Núcleo de Comunicação

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 6529 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner