Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Portal da Prefeitura do Município de Londrina - Núcleo de Comunicação
Reforma das calçadas em volta do Terminal é iniciada
Ter, 02 de Março de 2010 03:00
Operários da Secretaria de Obras e Pavimentação realizaram a quebra da calçada da João Cândido e a empresa Jacarandá começou as benfeitorias Da redação
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. 10a5b795ee0a6c78d48bd7f47210a3abA Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação, iniciou ontem (dia 2), às 20h, os trabalhos de reforma nas calçadas do entorno do Terminal Urbano Central. Operários da Secretaria fizeram a quebra da calçada antiga na rua Professor João Cândido e hoje (dia 3), a empresa Jacarandá, vencedora da licitação, começou as obras de melhorias no local. Terminada a reforma no primeiro quarteirão, as operações passarão para a avenida Leste Oeste, sempre com a quebra realizada pela Secretaria de Obras e a reforma, pela Jacarandá. A terceira etapa será a calçada da rua São Paulo, e a última, a da rua Benjamin Constant. Segundo o Secretário de Obras e Pavimentação, Nelson Brandão, o prazo máximo para execução dos trabalhos é de 60 dias Mas ele lembrou que o prazo é maleável, já que há fatores externos que podem influenciar no andamento da obra. “A instabilidade do clima, como dias de chuva e outros acontecimentos, que não possibilitem o trabalho em alguns momentos, pode provocar, eventualmente, o adiamento da conclusão do serviço”, explicou o secretário. A empresa, que executará o empreendimento no local, ficará responsável pela restauração no piso, nas instalações hidráulicas, na rede de águas pluviais, nas instalações elétricas, bem como pela pavimentação, drenagem, canalização e limpeza final do local. Para realizar a operação, o valor licitado foi de R$ 62.644,34. Com a obra, o acesso ao Terminal pela rua João Cândido está interditado até o término do serviço. Enquanto isso, os usuários poderão utilizar a entrada da rua São Paulo.
(Londrina, 3 de fevereiro de 2010) Foto: Luiz Jacobs
 
Fiscalização do Procon em bancos é tema de reportagem nacional
Ter, 02 de Março de 2010 02:28
Trabalho realizado por órgão municipal é executado com base nas leis municipais e estaduais; Eficiência do serviço foi mostrada no Jornal Hoje, da Rede Globo


O Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) registrou em 2009, cerca de 16 mil atendimentos, sendo que uma das principais áreas reclamadas foi o setor das agências bancárias. Diante deste contexto, o Procon decidiu intensificar a fiscalização nesta categoria. Esse trabalho visa detectar irregularidades no cumprimento da lei estadual 13.400/01 e das leis municipais 7.614/98 e 10.027/06, que tratam do atendimento que utiliza os serviços bancários. A fiscalização verifica se os procedimentos de distribuição das senhas de atendimento com data e hora, o tempo de espera para atendimento nos caixas (que deve ser de 20 minutos em dias normais e 30 em datas extraordinárias),  têm sido aplicado corretamente. O tempo que o cliente espera nas filas dos bancos foi tema de uma reportagem veiculada ontem (dia 2), no Jornal Hoje, da Rede Globo. A matéria mostrou casos, como na cidade de São Paulo, onde a lei municipal, que determina o tempo tolerável de espera na fila, foi suspensa. Também não há regulamentação nauqele Estado sobre o assunto. Diferentemente do que ocorre em Londrina. “Quando recebemos uma reclamação vinda desta questão, estipulamos um prazo de 30 dias para confirmar se a reivindicação feita pelo usuário é válida. Durante essa etapa, nós entramos em contato com a respectiva agência bancária e verificamos. Caso este seja confirmado, damos 10 dias para que a empresa apresente uma defesa prévia e 48 horas para que a situação do cliente seja regularizada” , detalhou o coordenador do Procon de Londrina, Carlos Neves Júnior. Segundo ele, se essas etapas não forem cumpridas, o órgão municipal tem autonomia para solucionar o problema. “Emitimos uma decisão, culminando até na aplicação de multas em desfavor da agência que está descumprindo a lei”, ressaltou. Carlos Neves Júnior explicou como o cliente deve proceder para efetuar a reclamação. “É necessário que as pessoas estejam cientes dos direitos que têm. Também é essencial que o cliente esteja munido da senha da respectiva agência bancária. Porém, caso não esteja com a senha, ele pode procurar o Procon, para averiguar a situação e exigir seus direitos” , concluiu o coordenador.
(Londrina, 3 de fevereiro de 2010)
 
Reunião no conjunto Lindóia discute ações contra dengue
Ter, 02 de Março de 2010 00:32
Atividade organizada pela CMTU e a Secretaria de Saúde tem o objetivo de discutir noções básicas sobre reciclagem e a importância do seu uso correto no combate ao mosquito da dengue


A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, e a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) promovem amanhã, a partir das 8h30 no posto de saúde do conjunto Lindóia, uma reunião para discutir medidas que a população deve tomar para evitar a presença do mosquito Aedes Aegypti em recipientes plásticos. O evento é aberto à comunidade e contará com a presença dos responsáveis pela coleta seletiva da CMTU. A reunião é na unidade básica do conjunto Lindóia, que fica na avenida das Maritacas. “O objetivo, tanto da Secretaria de Saúde como da CMTU, é, durante essa reunião, passar, principalmente para a comunidade da Vila Romana, noções sobre como realizar corretamente a reciclagem e, tentar,mediante esses ensinamentos,  mudar o comportamento das pessoas sobre os cuidados que devem ter, evitando assim a proliferação da dengue naquela região” , explicou o supervisor geral do controle de endemias da Secretaria de Saúde, Luiz Alfredo Gonçalves. Segundo ele, outro trabalho também continuará a ser desempenhado pelas equipes do combate à dengue. “As visitas dos agentes de saúde, que acontecem de segunda a sexta-feira, prosseguirão normalmente, ainda mais que 19 casos de dengue já foram confirmados na cidade. Este trabalho é importante porque a população é conscientizada sobre o risco da doença” , comentou o supervisor. O primeiro Levantamento do Índice Rápido do Aedes Aegypti (Lira) de 2010, realizado entre os dias 11 e 15 de janeiro, apontou que a região leste de Londrina apresenta um índice de infestação de 13% do mosquito da dengue, o maior registrado em todas as localidades da cidade. Ainda de acordo com o Lira, o maior responsável pela presença do Aedes é o lixo (recipientes plásticos, garrafas e latas), com 52,1% dos locais averiguados.
(Londrina, 3 de fevereiro de 2010)
 
Clínica de Beach Soccer Júnior Negão acontece nos dias 8 e 9
Ter, 02 de Março de 2010 02:51
Aulas sobre motivação e fundamentos básicos do esporte serão ministradas, durante o evento no lago Igapó II, para 40 crianças atendidas pelo projeto


Júnior Negão, capitão da seleção brasileira de beach soccer por mais de 10 anos, único atleta nove vezes campeão mundial da categoria e tricampeão da Copa do Mundo de Beach Soccer da Fifa (International Federation of Association Football) 2006, 2007 e 2008, realiza, nos dias 8 e 9 (próximas segunda e terça-feira) no Aterro do lago Igapó II, a primeira clínica da Escola de Beach Soccer/CBS Júnior Negão de 2010. O projeto, fruto de uma parceria entre o jogador, a Prefeitura de Londrina e a Fundação de Esportes (FEL), foi implantado na cidade em outubro de 2009. Desde então, 40 crianças entre 7 e 16 anos têm recebido aulas gratuitas e práticas sobre o esporte, que não é muito reconhecido em Londrina. “Essa clínica, que ocorrerá por mais seis vezes em 2010, vai oferecer fundamentos básicos sobre o beach soccer, bem como orientar a criança numa atividade física, o que é muito benéfico para ela. Também serão lecionadas aulas sobre motivação esportiva” , disse o coordenador da escolinha, Carlos Alberto de Pizzol. Segundo ele, o projeto também atende cerca de 20 alunos do Centro de Apoio Psicossocial (Caps) de Londrina. “Há acompanhamento especial para essas crianças, que na maioria são hiperativas. A realização desse trabalho é muito importante porque estimulamos essas crianças dentro do esporte, que consequentemente gera um bom desenvolvimento social”, explicou o coordenador. Carlos Alberto de Pizzol comentou, ainda, que o resultado obtido até agora com o projeto está sendo positivo. “Ao mesmo tempo em que inserimos a criança em um novo esporte a estimulamos na escola, já que é preciso que ela esteja devidamente matriculada em uma escola. Temos também uma equipe que acompanha as notas dos alunos”.  O horário para o público feminino nos dois dias de apresentação da clínica será das 8h30 às 9h30, no período da manhã, e das 16h00 às 17h00, durante a tarde. Já o público masculino poderá participar das aulas das 9h30 às 10h30, durante a manhã, e das 17h00 às 18h00, no período da tarde. Os interessados em praticar beach soccer na escolinha devem comparecer ao lago Igapó II, munidos do comprovante de bom desempenho escolar. As aulas acontecem às terças e quintas, 8h30 às 10h30 da manhã, e segunda, quarta e sexta-feira das 15h00 às 17h00 da tarde. A escolinha do Centro de Beach Soccer Jr. Negão de Londrina é a quinta a ser inaugurada no país. As outras quatro sedes ficam na Bahia, Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro. A escolinha tem apoio da Prefeitura de Londrina, por meio da FEL, através da disponibilização do espaço e de estagiários do Programa Futuro, para auxiliar nos treinamentos. Mais informações sobre a inauguração, metodologia e horário dos treinos e inscrição podem ser obtidas pelos telefones 8822-8106 e 3339-1357, com Alberto Pizzol.
(Londrina, 2 de fevereiro de 2010)
 
Casa da Mulher oferece cursos de bijuteria, crochê e decoupage
Ter, 02 de Março de 2010 00:41

O Centro vai ministrar os cursos na sede durante todo o mês de fevereiro; o objetivo é ajudar mulheres a superar problemas emocionais e criar fontes de renda própria

 
Pontos para quiosques no calçadão serão licitados
Ter, 02 de Março de 2010 00:12
A CMTU está definindo regras e condições, para abertura do edital, e estudando os critérios de avaliação das propostas


A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU) realizou hoje (dia 3), no calçadão da cidade, a notificação dos quiosques situados no local. O diretor de trânsito da CMTU, Major Sérgio Dalbem, explicou que a ação deve-se à retirada daqueles pontos da avenida Paraná, conforme o projeto de reforma do local. Dalbem informou que a CMTU ficará à disposição dos comerciantes para esclarecer qualquer dúvida. De acordo com o diretor administrativo-financeiro da companhia, André Nadai, será feito um projeto arquitetônico e diversos estudos para o calçadão. Após a conclusão das obras de reforma, será aberto o edital de licitação. Os comerciantes que tiverem interesse em continuar no local, deverão participar da licitação e aguardar o resultado. A CMTU está definindo regras e condições para abertura do edital e os critérios de avaliação das propostas. Capina e roçagem
As avenidas Garibaldi Deliberador, Waldemar Spranger e Pedro Carrasco receberam a operação de capina e roçagem. As escolas municipais Maria Francisco Pereira de Almeida Junior, no Guilherme Pires; Maria San Isidro, no Conjunto San Fernando; Maria Inês Corte Andreas, no Conjunto Vivi Xavier; Maria Jovita Kaiser, no Alto da Boa Vista;  Juliano Stinghen, no Parigot II, bem como o terreno onde está situado o Posto de Saúde na avenida Pedro Carrasco. A companhia faz ainda a manutenção de sinalização na rua Foz do Iguaçu, entre as ruas Tasso Fragoso e Deputado Fernando Ferrari no Jardim Bancários, pintura das avenidas das Torres e Henrique Mansano, próximo ao Estádio do Café. Serviço
Para solicitar qualquer serviço realizado pela CMTU, basta entrar em contato com a companhia pelo telefone (43) 3379-7900. O órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
(Londrina, 3 de fevereiro de 2010)
 


Página 1116 de 1419

Acesso Fácil

Núcleo de Comunicação

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2635 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner