Banner
   
Tamanho Texto

Busca

educacao

Ensino Fundamental

Share

Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano)

 

A Rede Municipal de Educação de Londrina dispõe de 74 unidades escolares na Zona Urbana ( distribuídas nas regiões: leste, oeste, norte, sul e central) e 11 unidades na Zona Rural.

 

A SME também oferece a Educação de Jovens e Adultos - Fase II (6º ao 9º ano), que é ofertada apenas na Escola Municipal Nara Manella, no Conjunto Semiramis Braga.

 

Unidades Escolares do Município de Londrina

 

IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica
Ideb é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino.


O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias. Para tanto, o Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente.


As médias de desempenho utilizadas são as da Prova Brasil, para escolas e municípios, e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), para os estados e o País, realizados a cada dois anos. As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo único de alcançar 6 pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos.


Fonte: Portal MEC

 

 

Ideb 2013 indica melhora no ensino fundamental


O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2013 mostra que o país ultrapassou as metas previstas para os anos iniciais (1º ao 5º ano) do ensino fundamental em 0,3 ponto. O Ideb nacional nessa etapa ficou em 5,2, enquanto em 2011 havia sido de 5,0.
Os anos iniciais do ensino fundamental são oferecidos prioritariamente pelas redes municipais, que respondem por 81,6% das matrículas da rede pública nessa etapa. O total de estudantes nos primeiros anos do fundamental é de 15.764.926, sendo 84% deles (13.188.037) de escolas públicas. As metas da rede municipal de ensino foram alcançadas por 69,7% dos municípios brasileiros.

 

Fonte: Portal Inep

Ideb Metas e Resultados – Município de Londrina

 

Ideb Observado
Metas Projetadas
Município 2005 2007 2009 2011 2013 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
LONDRINA 4.7 4.9 5.7 5.4 6.4 4.7 5.0 5.4 5.7 5.9 6.2 6.4 6.7

 


Ideb Metas e Resultados – Escolas da Rede Municipal de Ensino
  

 

Ideb Observado Metas Projetadas
Escola 2005 2007 2009 2011 2013 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
AMERICA S COIMBRA E M EI EF       5.1 ***       5.3 5.6 5.8 6.1 6.3
ANCHIETA E M PE EF 4.5 4.7 5.8 6.1 7.0 4.5 4.9 5.3 5.5 5.8 6.1 6.3 6.5
ANDREA NUZZI E M MAESTRO EI EF   5.8 6.5 7.1 7.8   6.0 6.2 6.5 6.7 6.9 7.1 7.3
ANITA GARIBALDI E M EI EF 4.3 4.5 5.5 4.6 5.6 4.3 4.7 5.1 5.3 5.6 5.9 6.1 6.4
ARACY S DOS SANTOS E M PROF EI EF 4.3 3.8 5.4 4.7 5.5 4.4 4.7 5.1 5.4 5.6 5.9 6.2 6.4
ARISTEU DOS S RIBAS E M EI EF 4.9 4.6 5.3 5.6 6.3 5.0 5.3 5.7 5.9 6.2 6.4 6.6 6.9
ARMANDO ROSARIO CASTELO E M EI EF 4.2 3.4 6.0 6.1 5.7 4.3 4.6 5.0 5.3 5.6 5.8 6.1 6.4
ARTHUR THOMAS E M EI EF   6.5 6.6 6.8 7.2   6.6 6.9 7.1 7.2 7.4 7.6 7.7
ATANAZIO LEONEL E M EF 4.0 4.1 5.2 5.1 6.3 4.1 4.5 4.9 5.1 5.4 5.7 5.9 6.2
AUREA ALVIM TOFFOLI E M PROF EI EF 4.1 5.3 6.0 5.3 6.7 4.1 4.5 4.9 5.2 5.4 5.7 6.0 6.2
BARBARA F VIEIRA E M PROFA E FUND 3.5 4.3 4.8   *** 3.5 3.9 4.3 4.6 4.9 5.2 5.4 5.7
BARTOLOMEU DE GUSMAO E M EI EF 6.2 6.1 6.4 6.6 7.6 6.2 6.5 6.8 7.0 7.2 7.4 7.5 7.7
BENTO M DA ROCHA NETTO E M PROF EI EF 5.0 4.9 5.3 4.4 6.7 5.0 5.3 5.7 6.0 6.2 6.4 6.7 6.9
CARLOS DA C BRANCO E M PROF DR EI EF 5.0 5.4 5.9 6.0 6.0 5.1 5.4 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7 7.0
CARLOS DIETZ E M EI EF       6.4 6.5       6.6 6.8 7.0 7.2 7.4
CARLOS KRAEMER E M EI EF 5.2 5.0 5.9 5.4 5.9 5.2 5.5 5.9 6.2 6.4 6.6 6.8 7.0
CARLOS Z COIMBRA E M EF 3.8 3.6 4.7 3.2 5.6 3.8 4.2 4.6 4.9 5.1 5.4 5.7 6.0
CECILIA H O GONCALVES E M EI EF 5.2 5.6 6.5 6.8 7.0 5.3 5.6 5.9 6.2 6.4 6.6 6.9 7.1
CLAUDIA RIZZI E M EI EF 4.4 4.9 5.4 4.9 5.5 4.4 4.8 5.2 5.4 5.7 6.0 6.2 6.5
CLAUDIO DE A E SILVA E M DR EF 4.6 4.8 5.5 5.7 6.1 4.6 5.0 5.3 5.6 5.9 6.1 6.4 6.6
CORVETA CAMAQUA E M EI EF 6.1 6.2 6.4 6.3 6.7 6.1 6.4 6.7 6.9 7.1 7.3 7.5 7.6
DALVA F BOAVENTURA E M EI EF   5.2 6.5 6.5 7.7   5.4 5.7 5.9 6.2 6.4 6.6 6.8
DAVID DEQUECH E M EI EF 5.8 5.5 5.9 6.9 7.8 5.8 6.1 6.4 6.7 6.9 7.1 7.3 7.4
EDMUNDO ODEBRECHT E M EI EF 4.2 5.3 5.8 6.0 6.3 4.2 4.6 5.0 5.2 5.5 5.8 6.0 6.3
EGYDIO TERZIOTTI E M ED INF ENS FUND   4.9 5.3   ***   5.1 5.4 5.7 5.9 6.2 6.4 6.7
ELIAS KAUAM E M EI EF 3.2 3.8 4.7 3.8 5.0 3.3 3.6 4.0 4.3 4.6 4.9 5.2 5.5
ESCOLA MUNICIPAL DE APLICACAO - CAMPUS UEL       6.6 ***       6.8 7.0 7.2 7.4 7.6
EUGENIO BRUGIN E M EI EF 3.5 4.6 4.8 5.0 6.2 3.6 3.9 4.3 4.6 4.9 5.2 5.5 5.8
EURIDES CUNHA E M EI EF 5.8 4.9 5.8 5.8 6.5 5.9 6.2 6.5 6.7 6.9 7.1 7.3 7.5
FRANCISCO AQUINO TOLEDO E M EI EF 4.3 4.6 5.4 5.6 7.3 4.3 4.7 5.1 5.3 5.6 5.9 6.1 6.4
FRANCISCO P ALMEIDA JR E M EI EF 4.6 4.3 5.8 5.2 6.3 4.7 5.0 5.4 5.7 5.9 6.2 6.4 6.7
GASPAR VELLOSO E M SEN EI EF 4.8 5.4 5.8 5.3 5.9 4.8 5.1 5.5 5.8 6.0 6.3 6.5 6.8
GENI FERREIRA E M PROFA         4.9         5.2 5.5 5.7 6.0
HAYDEE C MONTEIRO E M EI EF 4.1 4.4 4.7 5.4 6.3 4.2 4.5 4.9 5.2 5.4 5.7 6.0 6.2
HIKOMA UDIHARA E M EI EF 4.6 5.0 5.8 5.8 6.2 4.7 5.0 5.4 5.7 5.9 6.2 6.4 6.7
IGNEZ CORSO ANDREAZZA E M EI EF 4.9 5.2 5.5 4.5 6.3 5.0 5.3 5.7 5.9 6.2 6.4 6.6 6.9
IRENE AP DA SILVA E M EI EF 3.8 3.7 4.2 5.2 5.4 3.8 4.2 4.6 4.9 5.1 5.4 5.7 6.0
JADIR DUTRA DE SOUZA E M EF   5.0   4.7 5.6   5.2 5.5 5.7 6.0 6.2 6.5 6.7
JOAO XXIII E M EI EF 5.1 5.1 6.4 5.9 6.9 5.2 5.5 5.9 6.1 6.3 6.6 6.8 7.0
JOAQUIM V DE CASTRO E M DR EI EF 5.0 5.2 5.9 5.4 6.8 5.0 5.3 5.7 6.0 6.2 6.4 6.7 6.9
JOHN KENNEDY E M EI EF 3.7 4.8 5.7 5.5 6.2 3.7 4.1 4.5 4.8 5.1 5.3 5.6 5.9
JOSE G VILLAR E M EI EF 4.9 5.0 5.6 5.6 6.3 5.0 5.3 5.7 5.9 6.2 6.4 6.6 6.9
JOSE GASPARINI E M PROF EI EF 4.2 4.5 4.9 4.3 5.7 4.3 4.6 5.0 5.3 5.6 5.8 6.1 6.3
JOSE HOSKEN DE NOVAES E M EI EF         6.7         6.9 7.1 7.3 7.4
JOVITA KAISER E M PROFA EI EF 4.9 4.9 5.5 5.5 6.3 4.9 5.3 5.6 5.9 6.1 6.4 6.6 6.8
JULIANO STINGHEN E M PROF EI EF 4.8 4.7 5.2 5.1 5.9 4.9 5.2 5.6 5.8 6.1 6.3 6.6 6.8
LEONIDAS S PORTO E M PROF EI EF 5.0 5.0 5.5 5.3 6.0 5.1 5.4 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7 7.0
LEONOR M DE HELD E M EI EF 5.2 5.2 5.8 6.0 6.7 5.3 5.6 6.0 6.2 6.4 6.6 6.9 7.1
LUIZ MARQUES CASTELO E M EI EF 5.4 4.6 4.9 5.4 4.8 5.5 5.8 6.1 6.3 6.6 6.8 7.0 7.2
MABIO G PALHANO E M EI EF 5.1 5.6 6.2 5.9 7.4 5.1 5.4 5.8 6.1 6.3 6.5 6.8 7.0
MARI C BUENO E M PROFA EI EF 3.9 4.3 5.2 4.7 6.2 4.0 4.3 4.8 5.0 5.3 5.6 5.9 6.1
MARIA C V MAGALHAES E M EI EF   5.8 6.3 6.2 7.8   6.0 6.3 6.5 6.7 6.9 7.1 7.3
MARIA CANDIDA P SALLES E M EF 3.6 3.7 4.6 4.6 4.5 3.7 4.0 4.4 4.7 5.0 5.3 5.6 5.8
MARIA IRENE V THEODORO E M PROF EI EF 3.6 3.8 4.9 4.4 6.0 3.7 4.0 4.5 4.7 5.0 5.3 5.6 5.9
MARIA JOSE CARNEIRO E M E FUND 5.0 5.3 6.0   *** 5.1 5.4 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7 6.9
MARIA SHIRLEY B LYRA E M EI EF 5.3 5.7 5.9 5.7 7.2 5.4 5.7 6.1 6.3 6.5 6.7 6.9 7.2
MARIA T M AMANCIO E M PROFA EI EF 4.6 4.8 5.5 5.8 6.9 4.7 5.0 5.4 5.7 5.9 6.2 6.4 6.7
MELVIN JONES E M EI EF     6.3 6.2 ***     6.5 6.7 6.9 7.1 7.3 7.5
MERCEDES MARTINS MADUREIRA E M EF 4.4 4.9 6.2 6.7 7.2 4.4 4.8 5.2 5.4 5.7 6.0 6.2 6.5
MIGUEL BESPALHOK E M EI EF 5.9 6.1 6.7 6.6 7.3 6.0 6.3 6.6 6.8 7.0 7.2 7.4 7.5
MOACYR C MARTINS E M EI EF 5.3 6.4 7.2 7.3 7.6 5.4 5.7 6.0 6.3 6.5 6.7 6.9 7.1
MOACYR TEIXEIRA E M PROF EI EF 5.2 5.6 6.0 5.8 6.7 5.3 5.6 6.0 6.2 6.4 6.7 6.9 7.1
NAIR AUZI CORDEIRO E M EI EF 4.5 5.2 6.0 5.9 7.0 4.5 4.9 5.3 5.5 5.8 6.0 6.3 6.5
NARA MANELLA E M EI EF 4.7 5.2 5.8 5.4 6.6 4.8 5.1 5.5 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7
NEMAN SAHYUN E M EI EF 4.7 4.9 6.8 7.5 7.9 4.8 5.1 5.5 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7
NINA GARDEMANN E M EI EF 4.9 6.2 5.0 4.5 6.7 5.0 5.3 5.7 6.0 6.2 6.4 6.7 6.9
NOEMIA A GARCIA MALANGA E M EF 4.1 4.3 4.7 3.9 5.4 4.2 4.5 4.9 5.2 5.5 5.7 6.0 6.3
NORMAN PROCHET E M EI EF 5.0 6.7 7.5 6.4 7.8 5.1 5.4 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7 6.9
ODESIO FRANCISCON E M PROF EI EF 5.0 5.0 5.7 5.7 7.0 5.0 5.3 5.7 6.0 6.2 6.4 6.7 6.9
ODILON G NOCETTI E M REV EI EF   5.4 4.9 4.9 5.3   5.6 5.9 6.1 6.4 6.6 6.8 7.0
OSVALDO CRUZ E M EI EF 4.2 4.4 5.3 4.5 5.7 4.3 4.6 5.0 5.3 5.5 5.8 6.1 6.3
PEDRO VERGARA CORREA E M EI EF 4.5 4.5 6.0 5.1 6.4 4.6 4.9 5.3 5.6 5.8 6.1 6.3 6.6
ROBERTO PEREIRA PANICO E M M - EI EF         5.9         6.2 6.4 6.6 6.8
RUTH F DE SOUZA E M EI EF 3.9 4.6 5.1 4.8 5.3 3.9 4.3 4.7 5.0 5.2 5.5 5.8 6.1
RUTH LEMOS E M PROFA EI EF 4.8 5.3 5.5 5.2 6.2 4.9 5.2 5.6 5.8 6.1 6.3 6.6 6.8
SALIM ABORIHAM E M EI EF 4.4 4.2 5.3 4.7 5.5 4.5 4.8 5.2 5.5 5.7 6.0 6.2 6.5
SAN IZIDRO E M EI EF 5.2 6.0 5.7 5.6 6.1 5.2 5.5 5.9 6.1 6.4 6.6 6.8 7.0
SANTOS DUMONT E M EI EF 5.3 5.6 6.1 6.0 7.0 5.4 5.7 6.1 6.3 6.5 6.7 7.0 7.2
SONIA PARREIRA DEBEI E M EF 5.0 5.4 5.6 5.4 6.7 5.1 5.4 5.8 6.0 6.3 6.5 6.7 7.0
SUELY IDERIHA E M EI EF   5.1 6.0 4.9 6.1   5.3 5.6 5.9 6.1 6.4 6.6 6.8
TEREZA C BERTAN E M PROFA EI EF 3.7 4.2 4.9 4.1 5.0 3.7 4.1 4.5 4.8 5.1 5.3 5.6 5.9
ZUMBI DOS PALMARES E M EI EF 3.6 4.8 4.6 4.3 5.2 3.7 4.0 4.4 4.7 5.0 5.3 5.5 5.8

  

Observação: 
* Número de participantes na Prova Brasil insuficiente para que os resultados sejam divulgados.
** Solicitação de não divulgação conforme Portaria Inep nº 304 de 24 de junho de 2013.
*** Sem média na Prova Brasil 2013: Não participou ou não atendeu os requisitos necessários para ter o desempenho calculado.
**** Não divulgado por solicitação da Secretaria/Escola devido a situações adversas no momento da aplicação.
Os resultados marcados em verde referem-se ao Ideb que atingiu a meta.

 Fonte: http://ideb.inep.gov.br/resultado/ 

 

4ª CONFERENCIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO

 

A 4ª Conferência Municipal da Educação propõe o que deve ser realizado para a melhoria da qualidade do Ensino Fundamental. Neste sentido, as políticas educacionais deverão basear-se nas seguintes diretrizes:

 

DIRETRIZES

 

  • Implantar o Ensino de 09 anos.
  • Adequar o número de alunos para a pré-escola, 1ª e 2ª séries em torno de 25 alunos por sala e 30 alunos de 3ª a 8ª por sala no Ensino Fundamental.
  • Adequar o ensino noturno às necessidades dos alunos.
  • Envolver todos os segmentos da escola para discussão, elaboração e execução do Projeto Político Pedagógico.
  • Atender às situações problemas das escolas referentes à violência, drogas, saúde, educação sexual, meio ambiente, primeiros socorros, etc com garantia da continuidade das ações.
  • Desenvolver políticas de combate à evasão escolar, articuladas às políticas de saúde, moradia, lazer e segurança, através de projeto de Orientação e Formação junto aos professores, funcionários, alunos e familiares.
  • Implantar de forma gradativa, período integral nas escolas de Ensino Fundamental, priorizando aquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.
  • Instituir a Filosofia, Sociologia, Língua Estrangeira como disciplinas regulares do Ensino Fundamental, ministradas por profissionais habilitados para as escolas que implantarem a educação em tempo integral.
  • Fomentar a prática da educação para a solidariedade, para o respeito à diversidade cultural, religiosa, sexual, política e outros.
  • Garantir o ensino de Educação Física e Arte enquanto disciplinas em todos os níveis de ensino, com profissional habilitado.
  • Assegurar transporte de qualidade e gratuito aos alunos e profissionais da educação da zona rural e local de difícil acesso, quando impossibilitado o atendimento na própria localidade de moradia do aluno.
  • Garantir hora-atividade nas escolas municipais, conforme prevê a LDB.
  • Garantir professor contraturnista em todas as séries e escolas do Ensino Fundamental.
  • Garantir o acompanhamento pedagógico nas escolas através da orientação e supervisão no Ensino Fundamental.
  • Implementar as bibliotecas, com atendimento aos professores de pré à 4ª séries e 5ª a 8ª séries.
  • Prover as escolas de auxiliar administrativo.
  • Promover debates, avaliações, discussões, palestras sobre o sistema atual de ensino visando à avaliação e reestruturação de modelos que não apresentem resultados satisfatórios.
  • Prover as escolas de auxiliar de ensino para auxiliar no acompanhamento pedagógico dos professores e alunos.
  • Construir espaços diversos como salas de artes, contraturno, multiuso, laboratórios, bibliotecas, quadra coberta, entre outros.
  • Promover articulação entre o currículo da Educação Infantil e do Ensino Fundamental.

 

Foram ainda propostas pela 4ª Conferência Municipal de Educação objetivos e metas para o Ensino Fundamental.

 

OBJETIVOS E METAS

 

  • Viabilizar recursos financeiros para ampliação da rede física com a infra-estrutura necessária para garantia do acesso, permanência, aprendizagem do aluno e da qualidade do ensino, de 2008 a 2010.
  • Regulamentar o trânsito de estudantes de um tipo de ensino para o outro, inclusive da Educação Infantil, de 2008 a 2010.
  • Realizar estudos, remanejamento e contratação de pessoal através de concurso público para adequar o número de alunos por série, sendo matrículas para 2008 para escolas adequadas e adequar as demais em 3 anos. 
  • Ampliar espaço físico para adequar o número de alunos por série, sendo matrículas para 2008 para escolas adequadas e adequar as demais em 3 anos.
  • Adequar metodologias com materiais e recursos didático próprios, atendendo às especificidades da EJA, em 2008.
  • Regulamentar junto ao Ministério do Trabalho e ACIL a proteção e a manutenção do direito do aluno ano ensino noturno, ao que diz respeito a sua jornada de trabalho por turnos e a fiscalização devida, em 2008.
  • Ampliar o Ensino Fundamenta, de 5ª a 8ª série, no período noturno, em 2008.
  • Promover encontros diversos da comunidade escolar para discussão do PPP, quando da sua construção ou realimentação, permanentemente.
  • Aproveitar todas as oportunidades para socializar o PPP, permanentemente.
  • Prever no calendário escolar grupos de estudos para análise do PPP, quinzenalmente, no horário de trabalho do professor, permanentemente. 
  • Efetivar parcerias para ações muldisciplinares que atendam os alunos conforme a necessidade da realidade local, em 2008.
  • Oferecer atendimento com psicólogos educacionais e assistentes sociais em trabalho integrado com a escola, em 2008.
  • Buscar parcerias com secretarias e órgãos afins, imediatamente.
  • Promover a participação do conselho escolar nas ações desenvolvidas pelas escolas, imediatamente.
  • Criar programas e projetos pra atendimento das necessidades emergenciais, imediatamente.
  • Oferecer atendimento sócio-educativo para educação integral na escola, gradativamente a partir de 2008.
  • Ampliar estrutura física e humana para o ensino integral, gradativamente a partir de 2008.
  • Realizar concurso público, gradativamente a partir de 2008 para o ensino integral.
  • Cumprir legislação vigente quanto à instituição de novas disciplinas, a partir de 2008.
  • Promover formação para os professores de novas disciplinas, a partir de 2008.
  • Implementar debates sobre políticas relacionadas às questões da diversidade, conforme a lei 10.639/03, bem como a introdução dessas questões em livros didáticos, em todos os níveis de ensino, de forma gradativa e contínua.
  • Cuidar para que os conteúdos didáticos não discriminem ou sufoquem a identidade e a história dos indígenas e dos negros e outras etnias, de forma gradativa e contínua.
  • Ampliar quadro de profissionais da Educação Física e Arte, através de concurso público, a partir de 2008.
  • Fiscalizar e dar continuidade ao programa de transporte escolar, incluindo o atendimento aos profissionais da educação que necessitarem, continuamente.
  • Ampliar o quadro de professores para instituição de hora-atividade e novas disciplinas, a partir de 2008.
  • Investir no processo de formação do professor contraturnista em todo o ano, a partir de 2008.
  • Ampliar o quadro de profissionais pro meio de concurso público para garantir o acompanhamento pedagógico nas escolas através da orientação e supervisão, a partir de 2008.
  • Adquirir  material para biblioteca, a partir de 2008.
  • Realizar concurso público e remanejamento de pessoal, a partir de 2008.
  • Promover fóruns e conferências para avaliar e reestruturar o sistema de ensino, a partir de 2008.
  • Realizar concurso público e remanejamento de pessoal para atender às escolas quanto a auxiliar de ensino, a partir de 2008.
  • Realizar estudos e projetos arquitetônicos e outros necessários para ampliação e adequação dos prédios escolares, a partir de 2008.
  • Realizar estudos orçamentários para viabilização de recursos financeiros necessários à ampliação física, a partir de 2008.
  • Acompanhar a transição do lúdico para as práticas pedagógicas do Ensino Fundamental, a partir de 2008.

 

Plano Decenal de Educação de Londrina

Aprovado pela Lei 11.043 de 06/10/2012

Vigência 2008 - 2018

 


 

Proposta Pegagógica do Município de Londrina -  2009


Orientações Curriculares  (Material de Apoio)

- Artes

- Ciências

 

Acesso Fácil

Educação

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 5236 visitantes