Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Guarda Municipal recebe armamento para utilização em controle de distúrbios civis

Share

A doação foi feita por membros do Conseg Sul em parceria com moradores da zona rural

GM.doação.armamneto.foto Bruno Amaral-Defesa Social.PO Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg sul), em parceria com a moradores dos distritos rurais de Londrina, realizou a compra e a entrega de uma Espingarda CBC Calibre 12, modelo Pump Military 3.0 RT12/24 para a Guarda Municipal de Londrina. A solenidade de entrega aconteceu na manhã desta quinta-feira (9) às 9h, no gabinete do secretário, na sede administrativa da GM.

Evaristo Kuceki, secretário municipal de Defesa Social, acredita que a guarda tem bastante a evoluir com o apoio que recebe. “A população e a sociedade, cientes da importância da instituição, contribuíram para esse progresso doando armamento, agora, e uma viatura, em julho. Com esse reconhecimento, aumenta também a responsabilidade. Por isso o exaustivo treinamento com o novo tipo de armamento calibre 12, que apesar de utilizar munição não-letal, pode ocasionar acidentes caso não seja manuseada por profissional especializado”, explicou.

Para o presidente do Conseg, Roberto Aparecido de Assis, é uma honra poder colaborar com a segurança da cidade. “A GM é carente de equipamentos, e nós do conselho junto com as demais entidades vamos continuar nos organizando para poder colaborar ainda mais com eles, porque segurança é um dever de todos. Em julho a gente conseguiu a doação de uma viatura, e isso ajuda muito no dia a dia”, afirmou. O Conseg tem como principal atividade a intermediação das ações dos órgãos públicos com a comunidade.

O produtor rural Adriano Martins, presente na solenidade, elogiou o trabalho que a Guarda Municipal de Londrina está fazendo na zona rural. “Desde fevereiro de 2017 a GM está com o patrulhamento firme nos distritos. Isso é muito importante para nossa segurança. Sabemos que eles precisam de equipamentos de segurança e decidimos ajudar na compra desse armamento. Sabemos também das dificuldades com as viaturas e isso nos motiva na mobilização para ajudar como a gente puder, e nós vamos continuar”, informou.

Foto: Bruno Amaral/Defesa Social

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3561 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner