Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Escola municipal realiza exposição na Biblioteca Pública de Londrina

Share

A mostra, aberta até 30 de novembro, reúne produções com materiais reciclados pelos alunos no projeto “Londrina e Terras Indígenas”

A Escola Municipal Professora Maria Irene Vicentini Theodoro, do Jardim Califórnia, região leste, abre nesta quarta-feira (7) uma exposição na Biblioteca Pública Municipal Professor Pedro Viriato Parigot de Souza. A mostra reúne trabalhos produzidos pelos alunos e seus familiares no projeto “Londrina e Terras Indígenas: semeando saberes e partilhando sementes”. Será composta por 40 itens como esculturas, obras artísticas e brinquedos que foram criados utilizando materiais reciclados por estudantes do P4, 3º, 4º e 5º ano juntamente com a comunidade escolar. A exposição é gratuita e ficará aberta ao público até o dia 30 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 19 horas, no piso térreo da biblioteca, localizada na Avenida Rio de Janeiro, 413.

O trabalho é fruto das atividades desenvolvidas, neste ano, dentro do projeto que tem por objetivo promover a conscientização das crianças sobre a preservação do meio ambiente, sendo um dos focos o processo de reciclagem. A iniciativa começou nas escolas em 2017 e, a partir de 2018, foi ampliado com a realização de ações e visitas a diferentes locais do município para práticas experimentais envolvendo terras indígenas. Trata-se de uma ação interdisciplinar conduzida pela professora de História e Geografia na escola, Márcia Piotto. Atualmente, participam cerca de 150 alunos. O projeto já recebeu quatro premiações, sendo três no ano passado e uma neste.

De acordo com Márcia, a partir dos conteúdos aprendidos em sala de aula e das noções adquiridas a respeito da reciclagem e reaproveitamento de materiais, os alunos construíram materiais com itens recicláveis, fazendo sabão artesanal, vassouras e brinquedos, por exemplo. As produções foram levadas até a Escola Estadual João Kavagtan Vergílio, na Aldeia Apucaraninha, que atende o ensino fundamental I, para um trabalho de conscientização que ocorreu naquele local, em agosto. “Houve uma palestra sobre a separação de lixo e materiais, além da doação de 120 mudas de árvores nativas em parceria com a Secretaria Municipal do Ambiente, sendo a maioria delas espécies frutíferas”, contou a professora.

Outra atividade promovida por meio do projeto ocorre na nascente do Córrego Carambeí, no Jardim Nova Conquista, na região leste de Londrina. Segundo a professora, este local recebe cuidados da Escola Maria Irene Vicentini Theodoro há alguns anos e lá já foram realizados pela unidade mutirão de limpeza em parceria com a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), ações de plantio e abordagens educativas.

Márcia disse ainda que todos os alunos e seus familiares receberão convite da escola para visitarem a exposição na Biblioteca Pública. Para ela, o objetivo principal do projeto é mobilizar a comunidade escolar e proporcionar aos estudantes contato com espaços e realidades diferentes, para que seja possível ter uma visão mais ampla sobre a importância da preservação do meio ambiente. “A participação e envolvimento das crianças tem sido algo muito positivo e é perceptível que, ao vivenciar de perto aquilo que se aprende na escola, eles se interessam mais pelos temas e procuram aprofundar seus conhecimentos. A valorização do assunto é primordial para o sucesso das ações, que tratam de questões sobre vegetação brasileira, pecuária, extrativismo, história de Londrina e do Paraná, entre outros temas”, finalizou.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3623 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner