Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Escola Carlos Dietz promove roda de conversa do Projeto “Resgate, Valores e Cidadania”

Share

Intenção é aproximar alunos, direção e professores em torno de temas sobre rotina escolar e extraclasse; participam cerca de 360 estudantes

 

A Escola Municipal Carlos Dietz realiza nesta quinta-feira (14), às 16 horas, mais uma atividade do Projeto “Resgate, Valores e Cidadania”. Por meio da iniciativa, são feitas rodas de conversa mensais envolvendo diretoria, professores e todos os cerca de 340 alunos da instituição, incluindo turmas do P5 ao 5º ano, nos períodos matutino e vespertino. Durante a ação, são abordados diversos temas ligados à rotina escolar e assuntos sobre atualidades, visando conscientizar e dar voz aos estudantes, e reforçar entre eles valores como respeito, tolerância, responsabilidade e cidadania.

Na etapa de amanhã (14), a ação será realizada apenas para os alunos da tarde. Por sua vez, as crianças da manhã irão participar na sexta-feira (15), às 10 horas. A escola fica localizada na Avenida Juscelino Kubitschek, 48, centro.

A diretora da escola e idealizadora do projeto, Vania Isabeli Talarico Freitas da Costa, contou que as rodas de conversa são realizadas abertamente no refeitório da unidade, para que todos possam participar juntos. “O bate-papo traz à tona temas como o bullying, que está presente no dia a dia dos estudantes, questões ligadas a assuntos extraclasse e a direitos e deveres dos cidadãos, entre outros. O objetivo é promover o compartilhamento de experiências entre as crianças e sensibilizá-las para que entendam a importância de ter respeito com seus pais, colegas e professores”, disse.

O projeto foi colocado em prática em 2017, tendo surgido inicialmente da necessidade de correção de problemas de comportamento em uma das salas de aula. Segundo a diretora, a prática com os alunos surtiu efeito positivo e a ação evoluiu, sendo ampliada para mobilizar todos os alunos da escola. “Em algumas ocasiões são convidadas pessoas de fora para conversas com eles. Assim, já tivemos a participação de um repórter da imprensa local, um vereador e membros da Guarda Municipal”, comentou.

Para Vania, as atividades estão tendo um resultado marcante, pois ao falar a linguagem das crianças e procurar entendê-las, a escola faz com que elas sintam-se mais seguras para se expressar e compartilhar suas experiências. “Isso permite que tanto eu quanto os professores estejamos mais próximos dos alunos. Além disso, os pais sempre são muito atuantes na escola e colaboram para fortalecer o resgate de valores importantes para o desenvolvimento dos estudantes enquanto cidadãos”, concluiu.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2564 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner