Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Conselho divulga a lista de nomes para Controlador-Geral do Município

Share

Dois servidores compõem a lista que será encaminhada ao Executivo para a definição do novo titular do cargo; resultado será divulgado em junho

Conselho divulga a lista de nomes para Controlador-Geral do MunicípioFoi divulgado nesta quarta-feira (6) o resultado da formação da Lista Tríplice para a escolha do cargo de Controlador-Geral do Município de Londrina. A resolução nº 003/2018, publicada por meio do Conselho Municipal de Transparência e Controle Social do Município de Londrina (CMTCSL), está disponível no Jornal Oficial, edição nº 3.538, pelo endereço www.londrina.pr.gov.br .

Dois servidores da Prefeitura de Londrina foram eleitos em votação pelo CMTCSL, tendo sido escolhidos entre três nomes apontados como aptos a participar da etapa final de seleção. São eles Newton Hideki Tanimura e Marcello Alessandro Pessa Miranda Lima. A lista será encaminhada ao prefeito Marcelo Belinati, que definirá o titular do cargo. Ao todo, 12 servidores se inscreveram para participar do processo.

Após a notificação ser recebida pelo Executivo, o prefeito terá 15 dias para definir oficialmente o nome do novo Controlador-Geral, que assumirá o cargo por quatro anos, além do período do atual mandato do controlador, de seis meses. Atualmente, a função vem sendo desempenhada interinamente pelo servidor e contador Marcos Urbaneja, que hoje atua como chefe de gabinete da Prefeitura.

O presidente do CMTCSL, Fábio Vinícius Molin, destacou que o processo foi acompanhado pela comunidade e contou com etapas como análise de documentação para definir os candidatos aptos, reunião pública e sabatina dos postulantes ao cargo. “Essa é apenas a segunda vez que a escolha para controlador-geral é feita mediante formação de Lista Tríplice. A participação dos servidores e da sociedade em geral foi ampliada, as pessoas apoiaram a ideia de forma efetiva e puderam acompanhar as transmissões ao vivo do Conselho, se envolvendo, enviando perguntas e tirando dúvidas. O trabalho foi satisfatório e atendeu às expectativas”, salientou.

Molin ainda reforçou que, na primeira vez que houve seleção para controlador-geral, apenas um nome foi indicado como apto à Lista Tríplice, e agora foram três que chegaram até a eleição do Conselho, que indicou os dois nomes finais. “Agora, caberá ao prefeito avaliar os nomes para definir quem irá conduzir os trabalhos da Controladoria-Geral do Município”, acrescentou.

A formação da Lista Tríplice é um processo baseada na Lei Municipal nº 11.777/2012, Decreto Municipal nº 1.655/2014, Decreto Municipal nº 473/2018, Resolução nº 002/2018, e Edital nº 001/2018.
Dentre os critérios para participar do processo de seleção, o servidor tinha que comprovar no mínimo cinco anos de efetivo exercício em função ou cargo que exija os conhecimentos nas rotinas administrativas de âmbito do Controle Interno do Município. Além disso, era preciso possuir curso superior em Direito, Administração, Ciências Econômicas ou Ciências Contábeis.

Função – O Controlador-Geral tem autonomia para o desempenho das atividades na administração direta, nas autarquias, fundações, empresas públicas, das quais o Município detenha o controle acionário e acesso a quaisquer documentos, informações e banco de dados indispensáveis e necessários ao exercício das funções de controle interno.  

 

Foto: Arquivo

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3283 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner