Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Revisão do Plano Diretor terá novos Fóruns de Participação

Share

plano.diretor.DP

Ippul publicou nesta quarta-feira (16) as datas das próximas audiências; também foram informados resultados preliminares da pesquisa do Plano Diretor Digital

 

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul) divulgou, nesta quarta-feira (16), as datas dos próximos Fóruns de Participação, que darão início à Etapa 3 da Revisão do Plano Diretor Municipal de Londrina. O novo ciclo de debates com a comunidade começa a partir de 11 de junho e promoverá a realização de dez encontros até o final de julho em todas as regiões e distritos do município. A agenda completa está no Jornal Oficial do Município, edição nº 3.524, disponível pelo endereço www.londrina.pr.gov.br .

Esta nova etapa de diretrizes e preposições é resultado da elaboração de um diagnóstico feito pela equipe gestora do Plano Diretor, a partir das demandas apresentadas nos dez primeiros fóruns de 2018, realizados entre março e abril. De acordo com o diretor-presidente do IPPUL, Roberto Alves Lima Junior, agora as audiências terão como foco apresentar o diagnóstico e extrair as principais propostas que cada uma das regiões deverão manifestar sobre como desejam ver Londrina nos próximos 10 anos. “Os debates darão a base para que o Município possa construir um Plano Diretor capaz de aproveitar as potencialidades de Londrina e criar soluções viáveis para superar os problemas identificados a partir da realidade das regiões. A participação da comunidade nos fóruns é fundamental para o alcance deste objetivo”, afirmou.

Paralelamente ao trabalho de leitura comunitária, por meio do ciclo de debates, a equipe da Prefeitura responsável pelo Plano Diretor também atua com a leitura técnica, compilando as informações para a avaliação geral dos resultados.

Os debates acontecerão em torno de temas como a ampliação da oferta de infraestrutura e serviços urbanos, a melhoria das condições de habitação e transporte, medidas para o desenvolvimento econômico com emprego e preservação ambiental, entre outros aspectos que influenciam a qualidade de vida no campo e na cidade. As propostas deverão compor as Diretrizes do Plano Diretor para cada parte de Londrina por meio do macrozoneamento municipal e urbano a ser concluído na próxima etapa do plano.

Além dos eventos públicos sobre a Revisão do Plano, o cronograma de ações ainda contará com conferências na próxima e última etapa. A lei específica de revisão do Plano Diretor deve ser aprovada até dezembro de 2018, uma vez que a legislação vigente foi aprovada em dezembro de 2008. Após o término da elaboração do Plano, o projeto será encaminhado à Câmara Municipal. Informações sobre o processo de revisão do Plano Diretor estão disponíveis no Portal da Prefeitura de Londrina, na página do IPPUL.

Questionário digital – Terminou ontem (15) o prazo para o preenchimento do questionário do Plano Diretor Digital, instrumento que faz parte do cronograma de ações do Plano Diretor Municipal de Londrina (PMDL). O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (IPPUL) divulgou um levantamento, nesta quarta-feira (16), com dados referentes à pesquisa.  

Cerca de 1.100 pessoas responderam os questionamentos presentes no documento, que tem como foco auxiliar a equipe gestora da Prefeitura no diagnóstico do Plano Diretor e obter as opiniões dos cidadãos londrinenses a respeito de temas importantes para o desenvolvimento do município. O material apresentou perguntas sobre cinco temas: Atendimento social, Transporte e Vias de Circulação, Economia e Meio Ambiente, Estrutura Urbana, e Participação Popular.

Segundo a arquiteta e urbanista da diretoria de Planejamento do IPPUL, Ana Luiza Moreira, os dados compilados estão sendo tabulados para apresentação nos fóruns de participação do Plano Diretor. “O questionário busca ressaltar aspectos predominantes na visão da comunidade sobre Londrina. Vários pontos convergem com as demandas apresentadas nos fóruns participativos e receberão enfoque durante os encontros”, disse.

Do total de participantes, 97,5% disse que não tiveram dificuldades de compreender frases e expressão técnicas do documento. Aproximadamente 75% revelaram que gostariam de receber mais informações sobre o Plano Diretor. Outros 65% acreditam que falta mais divulgação sobre os eventos de participação popular nos veículos de comunicação de massa, como rádio e TV, por exemplo.

Com relação à faixa etária alcançada no levantamento, pessoas com até 20 anos de idade correspondem a 7% do total. A parcela de 21 a 30 anos refere-se a 31 % das respostas; da população entre 31 e 40 anos estão 26%; de 41 a 50 anos outros 19%; na faixa de 51 a 60 anos são 12% e acima de 60 anos mais 5%.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2555 visitantes