Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Compra Londrina divulga calendário de oportunidades que somam R$ 151 mi

Share

compra.londrina.VP

O objetivo do município é ampliar o número de empresas londrinenses participantes das licitações. Também foi lançado novo site do programa

 

Na manhã desta sexta-feira (9), foi realizada, na Prefeitura de Londrina, solenidade para divulgar o Calendário de Oportunidades 2018, que contém a lista dos potenciais editais que ocorrerão neste ano, e o lançamento do novo site do Programa Compra Londrina. O objetivo é ampliar o número de empresas londrinense participantes das licitações e facilitar o acesso aos interessados. Também foi apresentado um balanço com números atualizados da participação de empresas londrinenses nas licitações públicas.

compra.londrina.V2O calendário traz informações de 93 licitações que devem ser realizadas em 2018, que somam R$ 151,299 milhões, em diversos segmentos, como tecido, brinquedos, material escolar, esportivo, médico hospitalar, alimentação, pneu, bateria e tinta. Dentre as licitações previstas de serem realizadas até o final do ano está uma de medicamentos, no valor de R$ 2,5 milhões, que deverá ser aberta entre março e abril. Entre julho e agosto está prevista uma licitação para o fornecimento de ferramentas e material de marcenaria no valor de R$ 100 mil, e outra de material veterinário e agrícola, com valor de R$ 118 mil, também para este período.

O Compra Londrina, lançado em junho de 2017, é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Londrina, por meio do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), a ACIL, Sebrae, o Observatório de gestão Pública, e outros órgãos da iniciativa privada, com o objetivo de promover a aproximação entre o poder público e os empresários locais. Por meio da iniciativa, busca-se promover a participação, capacitação e inclusão de pequenos e microempreendedores nos processos licitatórios, gerando emprego e renda e fortalecendo a economia da cidade.

O prefeito Marcelo Belinati salientou que o programa tem o poder de transformar a economia da cidade. Segundo ele, o objetivo é que as empresas de Londrina participem das licitações do Município, pois atualmente apenas 14% do que é comprado pela prefeitura, seja em bens, serviços ou produtos, é fornecido pelas empresas da cidade. “Se dobrarmos este número, significariam mais R$ 150 milhões na economia de Londrina e nossa meta é chegamos a 90%”, frisou.  

Resultados - O prefeito citou um exemplo de resultado positivo gerado pelo programa, do que foi feito na licitação de uniforme escolar. “Decidimos, por meio do Compra Londrina, dividir a licitação em 48 lotes para oportunizar que empresas menores, de Londrina, também pudessem participar da disputa. Destes, 32 foram vencidos por pequenas empresas da cidade, que já estão contratando pessoas, gerando empregos e renda para Londrina. Nosso objetivo é fazermos isso em diversas áreas”, apontou.

compra.londrina.V3De acordo com um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Gestão Pública, após o lançamento do Programa, no ano passado, houve um aumento na participação das empresas de Londrina nas licitações do município. Os dados apontam que cerca de 20 novas empresas da cidade começaram a participar dos pregões e serem novas fornecedoras do Município, em segmentos como confecção, material de construção, locação de informática, gradil, instrumentais, entre outros.

Segundo o secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, o objetivo de mostrar antecipadamente as oportunidades de negócios ao empresariado local é permitir que as empresas tenham tempo para se preparar e disputar as licitações. “O calendário contém os grupos de objetos/serviços ofertados, previsão de prazo para realização dos certames e valor estimado da compra”, informou.

Site repaginado - O novo portal do programa www.compralondrina.com.br foi elaborado pela ACIL, a fim de permitir maior agilidade na informação às empresas londrinenses sobre o lançamento das licitações. Também traz informações simplificadas e atualizadas para orientar as empresas que pretendem ingressar no mercado de compras públicas. “O novo site contém um sistema que cruzará as informações das empresas cadastradas e as licitações. Assim, quando uma nova licitação for aberta, as empresas daquele ramo serão automaticamente informadas por SMS e e-mail”, contou Cavazotti.  

O presidente interino da CODEL, Roberto Alves Lima Junior, lembrou que este é um ano de continuidade do programa e da estratégia montada no ano de 2017. “Já estamos colhendo os frutos deste trabalho, pois houve um aumento na participação dos micro e pequenos empresários nas licitações do município e conseguimos efetivar a contratação com algumas empresas de pequeno porte de Londrina. Isso é muito importante para alavancar a economia da cidade”, analisou.

O presidente da ACIL, Claudio Tedeschi, destacou que o programa tem trazido muitos ganhos para a cidade, como financeiro, maior transparência e, principalmente, bons resultados na economia da cidade. “Isso reverte em maior circulação de dinheiro dentro do próprio município, gerando maior faturamento e arrecadação de tributos. Consequentemente se reverterá em melhores serviços para a população, como nas áreas da saúde, educação e assistência social. Parabéns ao prefeito e as entidades parceiras por esta iniciativa”, afirmou.

compra.londrina.V4Para o presidente do Observatório de Gestão Pública, Roger Trigueiros, o Compra Londrina tem enorme importância para a cidade. “Possibilita que os recursos circulem dentro do próprio município e gera desenvolvimento para Londrina. Nós acompanhamos a licitação dos uniformes e vimos que dois terços dos lotes foram vencidos por empresas da cidade e isso dificilmente aconteceria se tivesse sido lançado um lote único. Então, sabemos que o programa é muito importante para a cidade”, relatou.

Também estiveram presentes na solenidade, o gerente regional do Sebrae, Fabricio Pires Bianchi; a coordenadora do Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública (NIGEP), da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Vera Suguihiro; o deputado federal, Alex Canziani; o vereador Douglas Pereira (Tio Douglas), além de secretários municipais, servidores e representantes da sociedade civil organizada.

Reuniões – Ainda nesta sexta-feira (9), no período da tarde, serão realizadas duas reuniões destinadas à troca de informações entre os potenciais fornecedores das compras públicas com os operadores do programa. Elas acontecerão na sede do Sebrae, na Avenida Santos Dumont, 1.335. Os interessados devem comparecer no local com 15 minutos de antecedência.

A primeira reunião acontecerá às 14 horas e será destinada aos empresários do segmento de pães. Segundo o secretário de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, o município está elaborando um modelo novo de edital para o fornecimento de pães, para dar condições de competitividade às empresas londrinenses de panificação. “A Prefeitura compra cerca de R$ 800 mil em pães por ano, para a merenda escolar, e atualmente as duas empresas fornecedoras são de fora de Londrina”, contou.

O secretário explicou que o Município está verificando de que forma o edital pode ser estruturado para dar condições de competitividade às empresas locais. “A ideia é simplificar a logística para redução de custos e adequar os lotes ao mercado local, de forma a promover maior competitividade no certame”, destacou.

A segunda reunião será com os empresários do ramo de pneus, às 16 horas. Neste caso, a intenção é divulgar um edital já publicado pela Prefeitura de Londrina, de cerca de R$ 1,8 milhão para o fornecimento de pneus, voltado a atender a frota de veículos do Município.  

 

Fotos: Vivian Honorato

Anterior Próximo Pagina:

Acesso Fácil

Núcleo de Comunicação

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 4732 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner