Banner
   
Tamanho Texto

Busca

FEL desenvolve programa para inclusão de paratletas no mercado de trabalho

Share

para.atletas.mercado.trabalho.ILUSTRATIVA.P

Projeto, em parceria com a Gerência do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) de Londrina, prevê a contratação de paratletas em empresas conforme a lei de cotas

 

A Fundação de Esportes de Londrina (FEL) criou, em parceria com a Gerência do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em Londrina, um programa de inclusão profissional para paratletas no mercado de trabalho, batizado de ‘Projeto reAÇÃO PcD”. O programa vai trabalhar conforme a lei de cotas, que obriga a empresa, com 100 ou mais funcionários, a preencher de dois a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados, ou pessoas portadoras de deficiência.

Segundo o auditor fiscal do Trabalho, Rogério Perez Garcia Júnior, as empresas de Londrina possuem 700 vagas para inclusão de pessoas com deficiência. Com o programa, será verificado quais empresas podem absorver paratletas para o cumprimento da cota. “Eles seriam contratados para divulgar a marca da empresa e também realizar alguma atividade a ser desenvolvida no local, como palestras, por exemplo”, explicou.

No Brasil, vários atletas recebem incentivo do programa Bolsa Atleta, projeto do Ministério do Esporte brasileiro, criado em 2005, que patrocina individualmente atletas e paratletas de alto rendimento em competições nacionais e internacionais. Segundo Fernando Madureira, diretor presidente da FEL, apesar de iniciativas do governo federal para desenvolver o esporte nacional de competição, os paratletas precisam de atenção mais próxima. “Os municípios precisam firmar parcerias para que o movimento se fortaleça. Nesse sentido, o trabalho da Fundação de Esportes é dar uma Londrina com estrutura para atender as necessidades de esportistas com deficiência, e o Projeto reAÇÃO vem ao encontro desse desejo”, ressaltou.

A empresa que participar do programa pode contratar os paratletas para trabalhar em assessorias. Eles divulgarão a marca da empresa em competições em nível municipal, estadual, regional, nacional e internacional, além de divulgar a marca em entrevistas na mídia. De acordo com Sandro dos Santos, assessor de eventos da FEL, o programa também colabora com a quebra de tabus e discute a inclusão, acessibilidade e adaptabilidade. “As empresas, além de cumprir com a Lei de Cotas, assume um trabalho de inclusão e ainda divulga a sua marca, já que os paratletas vinculados à empresa levarão a sua marca como patrocinadora”, explicou.

As empresas interessadas em conhecer o programa podem entrar em contato com o assessor de eventos da FEL, Sandro dos Santos, pelo 3372-9114.

Anterior Próximo Pagina:

Um picadeiro a céu aberto

N.com - avatar N.com 11 Dez 2018

Categoria: Cultura

Acesso Fácil

Núcleo de Comunicação

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3854 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner