Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Uma boa notícia: Patrulha Maria da Penha registra aumento de denúncias

Share

maria.penha.ILUSTRATIVA.P

O aumento de denúncias revela que as mulheres se sentem mais confiantes para expor as agressões. Em 2017, foram 457 atendimentos e 159 registros de ocorrência

Um dia antes de celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Secretaria Municipal de Defesa Social, por meio da “Patrulha Maria da Penha” da Guarda Municipal, divulgou o balanço dos atendimentos feitos em Londrina. Números demonstram significativo aumento nas ocorrências de violência contra a mulher no ano de 2017.

Dados apontam que foram feitos 457 atendimentos, dos quais 159 foram registros de boletins de ocorrência em flagrante delito, em apoio a mulheres com ou sem medida protetiva. No ano de 2016 foram registrados 338 atendimentos entre orientações via central de emergência 153, pedidos de informação e flagrantes. Do total de registros de 2016, 97 foram boletins de ocorrência.

Um balanço parcial de 2018, atualizado até esta quarta-feira(7), registrou 27 boletins de ocorrência em flagrante, dos quais 17 são referentes às vítimas que não possuíam medida protetiva.

Para o secretário municipal de Defesa Social, Evaristo Kuceki, responsável pela atuação da Guarda Municipal, a população está confiando mais na instituição. “Acredito que esse aumento no número de chamadas se deve à boa atuação da Guarda Municipal como um todo, em Londrina”, ressaltou.

Patrulha – Desde o mês de julho de 2015, Londrina conta com o trabalho personalizado e exclusivo da “Patrulha Maria da Penha” da Guarda Municipal. Todos os cerca de 350 agentes da Guarda Municipal de Londrina são capacitados para atender ocorrências que envolvem mulheres vítimas de violência. A solicitação pode ser feita em caso de flagrante delito, com ou sem a medida protetiva expedida pela justiça. O telefone da central de emergência e atendimento 153 da GM funciona 24 horas por dia, todos os dias.

Além da Patrulha Maria da Penha a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, mantém, ainda, o Centro de Referência de Atendimento à Mulher e a Casa Abrigo Canto de Dália, serviço destinado ao acolhimento institucional de mulheres em situação de violência doméstica sob grave ameaça e risco de morte.  Atuando na perspectiva de trabalho em rede, os serviços buscam, de forma articulada, garantir um atendimento integral de assistência e proteção às vítimas, assim como, de prevenção a toda forma de violência contra as mulheres.

Anterior Próximo Pagina:

Acesso Fácil

Núcleo de Comunicação

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 1575 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner