Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Acesf realiza melhorias em Cemitérios Municipais

Share

Autarquia está investindo em diversas obras e ações como o controle de pragas, construção de ossário e nova doca e reforma do salão de preparação

 

Desde o início desta semana, a Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) está realizando melhorias em diversos cemitérios municipais. Na manhã de ontem (8), os servidores municipais da autarquia iniciaram os trabalhos de controle de pragas no Cemitério Padre Anchieta, localizado na Rua Rútilo, 200, no Jardim Ideal.

A intenção é executar o trabalho em cerca de cinco dias. Quando há chuvas, o serviço é paralisado e retorna assim que fizer sol. Os funcionários também trabalharam na retirada de galhos da árvore que caiu no cemitério e da limpeza do espaço.

Jardim da Saudade - No Cemitério Jardim da Saudade, os técnicos estão construindo um novo ossário. Ontem (8), foi realizada a primeira fase de concretagem dos 6 metros cúbicos do projeto. Ele medirá 50 metros quadrados e poderá atender à demanda da autarquia durante os próximos cinco anos.

Para essa obra, a Acesf investirá cerca de R$ 20 mil, somando-se os valores pagos em materiais e com a mão de obra para o serviço. O Jardim da Saudade tem um ossário, construído há 34 anos e que, atualmente, se encontra lotado. Por isso, após a construção do novo espaço, a intenção do superintendente da Acesf, Douglas Pereira (Tio Douglas), é retirar as ossadas do primeiro projeto, para então dar início a reforma neste espaço mais antigo.

Concomitantemente, os servidores da autarquia trabalharão na melhoria do portão de acesso do cemitério e, no segundo semestre, na construção de um novo espaço para alocar a caçamba de resíduos. “Como paga-se o recolhimento dos entulhos por peso, se molhados eles pesam mais e a autarquia gasta mais, por isso é importante construirmos uma doca adequada para acondicionar a caçamba em dias de chuva. Assim, os servidores poderão separar o material que é resíduo daquele que é para incineração”, disse Pereira.

Atualmente, o Jardim da Saudade conta com uma doca na parte superior do cemitério, sentido à Av. Saul Elkind. Devido à distância que os servidores precisam percorrer para chegar ao outro ponto extremo, sentido à Rua Otávio Clivati, o projeto prevê a construção da nova doca na parte inferior. Isso melhorará a logística do trabalho e o deslocamento dos materiais em menor tempo e menor esforço, sendo assim vantajoso do ponto de vista do custo x benefício. O valor exato a ser pago nesta obra ainda não foi calculado, pois a equipe técnica está trabalhando no projeto e metragem desse espaço, o que impacta diretamente no valor e quantidade de materiais necessários.

São Pedro - Nesta segunda-feira (8), no Cemitério Municipal São Pedro foi finalizado o muro de arrimo, que serve para segurar a terra e ajudar na estabilização da pressão da terra, auxiliando, consequentemente, no menor risco de desmoronamento. O muro de arrimo terá 25 metros de extensão e um metro de altura. Assim que o tempo estabilizar e as chuvas pararem, os trabalham retomam com a colocação dos tijolos.

Ao todo, serão construídos 25 metros de extensão e 3 metros de altura de muro que cercará o cemitério. A expectativa é que os prazos para finalização das obras se mantenham, ou seja, que o muro fique pronto até o final deste mês.

Outras ações - Além dessas melhorias, o superintendente da Acesf explicou que pretende, ainda em 2018, iniciar a licitação para a reforma do salão de preparação, que existe há 40 anos na sede da Acesf. Para isso, foi finalizado o projeto de ampliação e instalação de novos mobiliários para o salão. Isso dará mais qualidade no ambiente de trabalho dos servidores municipais, que poderão executar os serviços de uma melhor forma para o público.

O projeto prevê a ampliação de espaço, novos mobiliários, instalação de aparelhos de ar condicionado e um gerador de luz para a Acesf. Para isso, serão investidos cerca de R$ 900 mil. Nesta terça-feira, às 14 horas, o superintendente da Acesf se reunirá com representantes da Secretaria de Gestão Pública, Governo, Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (IPPUL) e da Vigilância Sanitária para acordarem o cronograma de atividades para o andamento desta obra.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 4388 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner