Banner
   
Tamanho Texto

Busca

topo2017 ambiente

Calendário Ecológico

Índice do Artigo
Calendário Ecológico
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
Todas as Páginas
Share

calendario

JANEIRO

11 – Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos

FEVEREIRO

02– Dia Mundial das Zonas Úmidas
22 - Dia da criação do IBAMA

MARÇO

01 – Dia Nacional do Turismo Ecológico
21 – Início do Outono / Dia da Floresta Mundial
22 – Dia Mundial da Água
23 – Dia Mundial da Meteorologia

ABRIL

07 – Dia Mundial da Saúde
15 – Dia Nacional da Conservação do Solo
19 – Dia do Índio
22 – Dia do Planeta Terra
23 – Dia do Escoteiro
24 – Dia da Educação
28 – Dia Nacional da Caatinga

MAIO

03 – Dia do Sol / Dia do Pau-Brasil
05 - Dia Mundial do Campo
07 – Dia do Silêncio
08 – Dia Mundial das Aves Migratórias
18 - Dia das Raças Indígenas na América
22 – Dia Internacional da Biodiversidade
27 – Dia Nacional da Mata Atlântica
31/05 a 05/06 – Semana Nacional do Meio Ambiente

JUNHO

05 – Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia
17 – Dia Mundial do Combate à Desertificação e à Seca
21 – Início do Inverno
28 – Dia Nacional da Conservação da Natureza

JULHO

11 – Dia Mundial da População
17 – Dia de Proteção às Florestas

AGOSTO

05 – Dia Nacional da Saúde
09 – Dia Internacional dos Povos Indígenas / Dia Interamericano de qualidade do ar
14 – Dia do Combate à Poluição
28 – Dia da Avicultura

SETEMBRO

05 – Dia da Amazônia
11 – Dia do Cerrado
16 – Dia Internacional para a Prevenção de Desastres Naturais / Dia Internacional de Proteção da Camada de Ozônio
18 - Dia Mundial de Limpeza do Litoral
19 - Dia Mundial pela Limpeza da Água
21 – Dia da Árvore
21 à 27 – Semana Nacional da Ecologia
22 – Dia Nacional da Fauna / Dia da Jornada "Na cidade sem meu carro"
23 - Início da Primavera

OUTUBRO

03 – Dia das Abelhas
04 – Dia Mundial dos Animais / Dia da Natureza / Semana de Proteção à Fauna
05 – Dia Mundial do Habitat / Dia da Ave
12 – Semana de Proteção à Fauna
12 – Dia Mundial do Mar

NOVEMBRO

01 - Dia Nacional da Espeleologia
05 – Dia da Cultura e da Ciência
24 – Dia do Rio

DEZEMBRO

07 – Dia do Pau-marfim
21 – Início do Verão




JANEIRO

11 DE JANEIRO
DIA DO CONTROLE DA POLUIÇÃO POR AGROTÓXICOS

Dia 11 de janeiro - “Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos”. O assunto merece destaque visto que, junto com as queimadas, o uso de agrotóxicos representa a maior fonte de poluição ambiental no Brasil.

Seu uso descontrolado e a não utilização de equipamentos adequados no processo de aplicação são, muitas vezes, responsáveis por diversos problemas causados ao meio ambiente e à saúde humana, como a intoxicação dos trabalhadores rurais, contaminação dos solos, águas entre outros.

Segundo a Rede Brasileira de Informação Ambiental (Rebia) as doenças geradas pelo consumo de água contaminada, ocasionada por diferentes motivos, dentre eles por agrotóxicos, matam em torno de 4 milhões de crianças por ano.

Agrotóxicos são produtos químicos que ajudam a controlar pragas e doenças das plantas e podem causar danos à saúde das pessoas, dos animais e do meio ambiente. Por isso, seu uso só pode ser recomendado por um técnico habilitado que oriente a sua aplicação. Basicamente para conhecer o grau de risco dos agrotóxicos convém observar as informações do rótulo que indicam a classe toxicológica dos produtos. A faixa de cor vermelha indica Extremamente Tóxico, a faixa amarela indica Altamente Tóxico, a de cor azul Medianamente Tóxico e a cor verde Pouco Tóxico.

Fonte: http://www.giselebundchenblog.blogspot.com/2009/01/dia-do-controle-da-poluio-por.html, e http://www.dehidro.se.gov.br/modules/news/article.php?storyid=11, acessado em 08/12/09.



FEVEREIRO

02 DE FEVEREIRO
DIA MUNDIAL DAS ZONAS ÚMIDAS


A Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional ou como é mais conhecida, a Convenção de Ramsar, iniciou a campanha de comemoração deste dia em 1997 como uma oportunidade de chamar atenção do público sobre os valores e funções das áreas úmidas (pântanos, mangues, marismas, banhados, etc). O dia 2 de fevereiro marca a assinatura do tratado na cidade de Ramsar, no Irã, em 1971.

Fonte: Agir Azul – acessado em 20/11/09
http://www.agirazul.com.br/fsm4/_fsm/00000096.htm


22 DE FEVEREIRO
DIA DA CRIAÇÃO DO IBAMA


Criado pela Lei nº 7.735 de 22 de fevereiro de 1989, o IBAMA foi formado pela fusão de quatro entidades brasileiras que atuavam na área ambiental: Secretaria do Meio Ambiente (SEMA),

Superintendência da Borracha (SUDHEVEA), Superintendência da Pesca (SUDEPE) e Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF).

O IBAMA é o órgão responsável pela preservação da fauna e da flora brasileira possibilitando ao Brasil o controle e a fiscalização de seus recursos naturais em busca do crescimento sustentável.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), é uma autarquia federal vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA). É o órgão executivo responsável pela execução da Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA) e desenvolve diversas atividades para a preservação e conservação do patrimônio natural, exercendo o controle e a fiscalização sobre o uso dos recursos naturais (água, flora, fauna, solo, etc). Também cabe a ele realizar estudos ambientais e conceder licenças ambientais para empreendimentos de impacto nacional.

A preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável são vitais para que as futuras gerações possam continuar a habitar o nosso planeta. Para que a natureza seja preservada de forma eficiente, todos os setores da sociedade devem estar envolvidos e cientes de sua responsabilidade ambiental.

Fonte:
http://www.sustentabilidade.philips.com.br/publi-dia-criacao-ibama.htm, Sustentabilidade Philips – acessado em 20/11/09.
http://www.pt.wikipedia.org, acessado em 08/12/09.



MARÇO


1 DE MARÇO
DIA NACIONAL DO TURISMO ECOLÓGICO


O Ecoturismo é um segmento da atividade turística que utiliza de forma sustentável o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista através da interpretação do ambiente, promovendo o bem estar das populações envolvidas.

Pela riqueza de ecossistemas e de biodiversidade, o Brasil é um país privilegiado para a exploração dessa atividade. Segundo a Embratur, foram identificados 96 pólos de ecoturismo, divididos nas 5 regiões brasileiras. Além de apreciar a natureza o ecoturista pode também praticar os eco-esportes que cada localidade permite praticar.


21 DE MARÇO
INÍCIO DO OUTONO / DIA DA FLORESTA MUNDIAL


O horário de início do outuno é definido pelo instante em que o Sol atinge o Zênite de um ponto situado no Equador. Os raios solares incidem verticalmente no Equador e a área iluminada pelo Sol é igual nos dois hemisférios (norte e sul). Este evento que demarca o início do outono é denominado de Equinócio (palavra de origem latina significando "noite igual"), pois os comprimentos do dia e da noite são aproximadamente iguais na sua ocorrência.

Fonte: CPA Unicamp – acessado em 25/11/09
http://www.cpa.unicamp.br/artigos-especiais/outono.html


22 DE MARÇO
DIA MUNDIAL DA ÁGUA


O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado à discussão sobre os diversos temas relacionados a este importante bem natural.

Mas porque a ONU se preocupou com a água se sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por este precioso líquido? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). E como sabemos, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória das pessoas. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial. Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.

No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água”. Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água. Mas como devemos comemorar esta importante data? Não só neste dia, mas também nos outros 364 dias do ano, precisamos tomar atitudes em nosso dia-a-dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas (banho, escovação de dentes, lavagem de louças etc); reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais e divulgar idéias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoas.

Fonte: Sua Pesquisa – acessado em 04/11/2009
http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_mundial_da_agua.htm


23 DE MARÇO
DIA MUNDIAL DA METEOROLOGIA



Comemora-se nesta data a fundação da Organização Meteorológica Mundial, em 1950. No ano seguinte, a instituição tornou-se o organismo especializado das Nações Unidas para a meteorologia (tempo e clima), hidrologia operativa e ciências geofísicas. Dessa forma, atua como porta-voz da ONU acerca do comportamento da atmosfera terrestre, sua interação com os oceanos, o clima e a distribuição dos recursos hídricos.

O ciclo da água não conhece fronteiras, por isso a cooperação em escala mundial é de grande importância para a proteção contra desastres naturais, a preservação da biodiversidade e o bem-estar da sociedade em esferas como a segurança alimentar, os recursos hídricos e o transporte.

A OMM fomenta a colaboração entre os serviços meteorológicos nacionais e favorece a aplicação da meteorologia para a agricultura, a aviação, a navegação, o meio ambiente, questões relacionadas à água e para a redução dos prejuízos provocados por catástrofes naturais.

Além disso, a organização contribui para amenizar os efeitos de desastres causados pela ação humana, como os acidentes químicos ou nucleares e os incêndios florestais.

Fonte: Editora FTD – Acessado em 04/11/2009
http://www.ftd.com.br/V4/dataEspecial_exibe.cfm?mes=03&dia=23&cd=115



ABRIL


07 DE ABRIL
DIA MUNDIAL DA SAÚDE


O Dia Mundial da Saúde foi criado em 7 de abril de 1948, pela Organização Mundial de Saúde – OMS, fundamentado no direito do cidadão à saúde e na obrigação do Estado na promoção da saúde.

Ao longo da história da humanidade, o saneamento ambiental tem sido o instrumento mais eficaz para a promoção da saúde. As nossas primeiras lembranças quando se fala em saúde são assistência médica, hospital, remédio... Essas coisas, no entanto, constituem apenas um componente no campo da saúde. Muitas vezes, é mais importante ter água potável, ambiente e alimentos saudáveis. Tudo isso, quando bem feito, resulta em um bom nível de saúde pública.

Saúde pública é mais do que o somatório da saúde das pessoas. É instrumento para o desenvolvimento social e econômico e está intimamente relacionada com a paz, educação, habitação e eqüidade. É fantástico o alcance dos benefícios do saneamento ambiental, principalmente nas camadas menos favorecidas da população. Imagine, por exemplo, 34 milhões de pessoas que nunca foram ao dentista, como indica pesquisa do IBGE, recebendo água com flúor. O imenso contingente de doentes que superlota os Centros de Saúde, na maioria das vezes, é proveniente de áreas sem saneamento ambiental.

Dados da OMS indicam que nessas regiões a incidência anual de doenças diarréicas atinge cerca de 1 bilhão de pessoas e mais 1,5 bilhões são infectadas por helmintíases.

O saneamento ambiental tem efeito imediato na redução dessas enfermidades ao romper o círculo vicioso que se estabelece quando o paciente é medicado e devolvido para o ambiente insalubre. Ao reduzir as filas nos Centros de Saúde, o saneamento ambiental representa importante alívio orçamentário no Setor Saúde, compensando, com folga, os investimentos. Saturnino de Brito e Oswaldo Cruz foram os profissionais que mais se destacaram nas primeiras reformas sanitárias realizadas no Brasil, respectivamente, pela implantação dos serviços de água e esgotos, e pelas campanhas de vacinação, nas grandes cidades do litoral. Atualmente, são mais de 170 mil trabalhadores envolvidos direta e indiretamente com saneamento ambiental que se destacam, pela grandeza da sua missão.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 04/11/2009
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/diamundial_saude.html


15 DE ABRIL
DIA NACIONAL DA CONSERVAÇÃO DO SOLO


A Lei n° 7.876, de 13 de novembro de 1989, institui o Dia Nacional da Conservação do Solo a ser comemorado, em todo o País, no dia 15 de abril de cada ano. Este dia é dedicado para reflexão sobre a conservação dos solos e sobre a necessidade de utilizarmos corretamente este recurso natural e, assim, viabilizarmos a manutenção e mesmo melhoria de sua capacidade produtiva, única forma de aumentarmos de forma sustentável a produção de alimentos, sem degradação ambiental.

O solo é um recurso natural básico, constituindo um componente fundamental dos ecossistemas e dos ciclos naturais, um reservatório de água, um suporte essencial do sistema agrícola e um espaço para as atividades humanas e para os resíduos produzidos.

A degradação do solo pode ocorrer por meio da desertificação, uso de tecnologias inadequadas, falta de conservação, destruição da vegetação nele encontrado pelo desmatamento ou pelas queimadas.

Para que o solo mantenha as múltiplas capacidades de suporte dos sistemas naturais e agrícolas, é fundamental que as suas características estruturais permaneçam em equilíbrio com os diversos sistemas ecológicos. Este condicionamento é tanto mais determinante quanto o tipo de solo é frágil e pouco estável.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 04/11/2009
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./agropecuario/index.html&conteudo=./agropecuario/artigos/solos.html


19 DE ABRIL
DIA DO ÍNDIO


História do Dia do Índio
Comemoramos todos os anos, no dia 19 de Abril, o Dia do Índio. Esta data comemorativa foi criada em 1943, pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto lei número 5.540.

Origem da data
Para entendermos a data, devemos voltar para 1940. Neste ano, foi realizado no México, o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, vários líderes indígenas deste continente foram convidados para participarem das reuniões e decisões. Porém, os índios não compareceram nos primeiros dias do evento, pois estavam preocupados e temerosos. Este comportamento era compreensível, pois os índios há séculos estavam sendo perseguidos, agredidos e dizimados pelos “homens brancos”.

No entanto, após algumas reuniões e reflexões, diversos líderes indígenas resolveram participar, após entenderem a importância daquele momento histórico. Esta participação ocorreu no dia 19 de abril, que depois foi escolhido, no continente americano, como o Dia do Índio.

Devemos lembrar também, que os índios já habitavam nosso país quando os portugueses aqui chegaram em 1500. Desde esta data, o que vimos foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. Este processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras.

Fonte: Sua Pesquisa – acessado em 04/11/2009
http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_do_indio.htm


22 DE ABRIL
DIA DO PLANETA TERRA


O Dia do Planeta Terra foi criado em 1970 nos Estados Unidos, pelo Senador norte-americano Gaylord Nelson. Festejado em 22 de abril, foi o primeiro protesto nacional contra a poluição e ganhou países adeptos ao movimento, a partir de 1990. Coincidência ou não, é também o Dia do Descobrimento do Brasil, uma “terra abençoada por Deus”, como costuma cantar o nosso povo.

O Dia do Planeta Terra nasceu como um protesto à poluição em 1970 e muito pouco tem sido feito de lá para cá. Os rios estão cada vez mais poluídos, as florestas desmatadas, o ar carregado. A violência invade os lares, as escolas, as empresas e todos os espaços coletivos. O lixo é jogado nas ruas ao invés de ser reciclado. A água potável, o bem mais precioso da humanidade, está escassa. As geleiras estão derretendo. O homem, o único que poderia fazer alguma coisa, está mais preocupado com a economia de seus países.

Apesar dos prognósticos pessimistas, ainda existem pessoas e entidades interessadas em manter o equilíbrio do planeta. Elas fazem parte de uma minoria consciente, formada por idealistas que querem fazer uma diferença no mundo. As crianças fazem parte desse grupo, junto com jovens e adultos. Ongs, instituições, empresas, iniciativas públicas e escolas estão a cada dia mais se mobilizando, unindo pessoas em prol de um único objetivo maior: salvar o Planeta Terra.

Fonte: Itu – acessado em 04/11/2009
http://www.itu.com.br/noticias/detalhe.asp?cod_conteudo=9011


24 DE ABRIL
DIA DA EDUCAÇÃO


A maior parte do conhecimento humano se dá mediante um processo de educação. Enquanto os animais vivem com base no próprio instinto, o ser humano vive por meio do que aprendeu de seus pais e da sociedade.

O processo de educação começa com a família: os pais ensinam a seus filhos o que julgam ser certo, como devem se comportar e respeitar as outras pessoas. A figura dos pais é complementada pela escola, que, além de ensinar a vida em sociedade - para a qual os pais preparam os filhos -, habilita o jovem para escolher um ofício e ser economicamente produtivo.

O mundo moderno exige das pessoas uma preparação cada vez melhor. As novas atividades da economia moderna vêm requerendo uma formação mais abrangente dos candidatos aos novos empregos.

Boa parte da população, porém, nem sequer tem acesso ao ensino fundamental. Erradicar o analfabetismo é uma meta que o Brasil ainda almeja alcançar e pela qual se esforça.

Desde a última década do século XX, tem havido grandes avanços nessa área. O crescimento contínuo da taxa de escolarização vem reduzindo o analfabetismo, elevando o nível de instrução da população em todo o país e diminuindo, gradativamente, as grandes diferenças existentes entre as regiões. Houve um aumento da taxa de escolarização das crianças de 7 a 14 anos de idade. Em todo o Brasil, a proporção dessas crianças que não estavam na escola baixou de 9,8% para 4,3%; como conseqüências, houve redução do analfabetismo e elevação do nível de instrução da população.

O Sudeste deteve a maior taxa de escolarização (96,7%) e o Nordeste, apesar do avanço, a menor (94,1%). O percentual de crianças que estão fora da escola recuou significativamente, também, no Sudeste e no Nordeste.

Esses dados expressivos demonstram a capacidade do povo brasileiro de superar as adversidades. Afinal, a boa educação é a base de uma nação soberana e evoluída, capaz de construir o melhor para si, contribuindo para uma sociedade mais justa e com alta qualidade de vida.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 04/11/2009
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/abril/dia-da-educacao.php


28 DE ABRIL
DIA NACIONAL DA CAATINGA


Instituído através de decreto presidencial, de 20 de agosto de 2003, o dia 28 de abril foi escolhido em homenagem ao primeiro ecólogo do Nordeste brasileiro e pioneiro em estudos da caatinga, o professor João Vasconcelos Sobrinho. Durante muito tempo pensou-se que a caatinga fosse um ecossistema pobre, por isso a escassez de estudos sobre ela.

O patrimônio biológico da caatinga não é encontrado em nenhum outro lugar do mundo além do Nordeste do Brasil. Inclui áreas do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e o Norte de Minas Gerais. São espécies nativas da caatinga: ''barriguda'' (Cavanillesia arborea), amburana, aroeira, umbu, baraúna, maniçoba, macambira, mandacaru e juazeiro. A fauna nativa inclui o sapo-cururu, asa-branca, cotia, preá, veado-catingueiro, tatu-peba, sagüi-do-nordeste e cachorro-do-mato.

No entanto, o estudo minucioso da caatinga não trouxe boas notícias. Os pesquisadores constataram que esse é o terceiro ecossistema brasileiro mais degradado, atrás apenas da Mata Atlântica e do cerrado. 50% de sua área foram alterados pela ação humana, sendo que 18% de forma considerada grave por especialistas. A desertificação, encontrada principalmente em áreas onde antes se desenvolvia o plantio de algodão, apresenta-se bastante avançada.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 25/11/09
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/abril/dia-nacional-da-caatinga.php



MAIO


03 DE MAIO
DIA DO SOL E DIA DO PAU-BRASIL


O raiar do Sol todos os dias é algo que desperta vários sentimentos bons nas pessoas: renovo, esperança e vida. O Sol é a estrela central do nosso sistema planetário solar. O que faz com que essa estrela seja tão importante para nós é a sua proximidade com o nosso planeta: cerca de 150 milhões de quilômetros. Para se ter uma idéia, a estrela mais próxima da Terra depois do Sol é a Próxima Centauri, situada a 40 trilhões de quilômetros de distância de nós.

Em 3 de maio é comemorado o Dia Internacional do Sol. Todos nós sabemos que a estrela é de extrema importância para os seres vivos. O Sol é, praticamente, a única fonte de energia para a Terra.

Essa energia penetra no ecossistema através dos seres autótrofos e é repassada para os seres heterotróficos; vale lembrar que a energia é cíclica, ou seja, nunca acaba. Dessa forma, sem o Sol, não haveria vida na Terra.

Todos os combustíveis fósseis, como o petróleo, o carvão e o gás natural, embora possam ser fontes de energia, também são produtos da captação e armazenamento da luz solar em plantas, algas e animais a milhares de anos atrás. O Sol também é responsável pelo processo da evaporação, o qual causa o reabastecimento dos rios e lagos que deságuam no mar.

A distância entre a Terra e o Sol é um fator fundamental, pois permite criar um ambiente de temperatura e luminosidade adequado para a manutenção da vida. Nenhum outro planeta do Sistema Solar, com exceção de Marte, possui as condições ideais de vida semelhante às da Terra; uns são muito quentes, outros muito frios. Por falar em temperatura, também fica óbvio que sem o Sol, a Terra seria um lugar incrivelmente gelado.

Fonte: Brasil Escola – acessado em 01/11/2009
http://www.brasilescola.com/datacomemorativas/dia-do-sol.htm


DIA DO PAU-BRASIL

Em 1978, por meio da Lei 6.607, o Pau-brasil foi declarado oficialmente como árvore símbolo nacional e foi instituído o dia 3 de maio como sua data comemorativa. O Brasil é o único país do mundo que tem nome de árvore. O principal valor de tal espécie é a extração de um pigmento vermelho intenso denominado ‘brasilina’, substância que oxidada se transforma na ‘brasileína’, muito usada como corante para tingimento de tecidos e fabricação de tinta para escrever.

O ciclo econômico do Pau-brasil teve início em 1503 e até 30 anos após a chegada dos portugueses, era o único recurso explorado pelos colonizadores. Sua exploração intensa gerou muita riqueza no período colonial e caracterizou um período econômico da história da Nação que estimulou a adoção do nome do nosso País. O Pau Brasil é espécie nativa da Mata Atlântica e em razão do desmatamento já foi considerada extinta. Porém, ainda hoje, embora tenham sido encontradas mais árvores da espécie, o Pau-brasil continua a sofrer sérios riscos de extinção.

Fonte: Correio de Uberlândia – acessado em 25/11/09
http://www.correiodeuberlandia.com.br/texto/2009/05/03/37065/dia_do_pau-brasil.html


08 DE MAIO
DIA MUNDIAL DAS AVES MIGRATÓRIAS


Esta data é comemorada em todo o mundo, com atividades ligadas às aves e à sua observação.

No dia 8 de Maio celebra-se o Dia Mundial das Aves Migratórias. As aves são consideradas um dos melhores indicadores do estado e tendência da biodiversidade geral uma vez que eles estabelecem ligações e vivem virtualmente em todos os ecossistemas do mundo.

Registram-se atualmente números sérios de declínio de muitas espécies de aves migratórias e dos maiores corredores de vôo. Por exemplo, 41% das 522 populações de aves aquáticas migratórias dos corredores Africano-Euroasiáticos estão em declínio. Este registro pode ser um sinal de um problema ambiental global associado à perda de habitats e biodiversidade. Do albatroz até o beija-flor, da Antartica até o deserto do Saara, desde o pingüim mergulhador até as águias de-asa-redonda, são um dos melhores exemplos da enorme variedade da biodiversidade. Nas suas viagens, eles passam por diferentes tipos de ecossistemas, pessoas e culturas, e tem fascinado a humanidade por séculos.

O Dia Mundial das Aves Migratórias foi promovido pela primeira vez no mundo pelo Acordo Afro-Eurásico das Aves Aquáticas Migratórias (African-Eurasian Migratory Waterbird Agreement, UNEP/AEWA) e a Convenção Global das Aves Migratórias (UNEP/CMS) em 2006.

O significado das aves como indicadoras vitais de ecossistemas sadios passa, ás vezes, despercebido pelo público.

Fonte: http://www.ecoblogue.net, acessado em 08/12/09.


18 DE MAIO
DIA DAS RAÇAS INDÍGENAS NA AMÉRICA


No dia 18 de maio é comemorado o Dia das Raças Indígenas da América - aos arqueiros da história: Kuikuro, Tupi (Asurini, Guarani, Araweté), Kayapó, Panará, Krahô, Xerente, Xavante, Kaingang, Timbira, Bororo, Kayabi, Terena, Desana, Tupinambá, Kaxinawa, Tukano, Yanomami, Trumai, Andirá, Tapajós, Kaapor, Tiryó, Wanana, Karipuna, Omaguá que tanto nos ensinaram e ainda ensinam a sobreviver.

Uma íntima relação com a natureza, uma cultura baseada na tradição, magia e medicina natural. Estas são algumas das características comuns entre as tribos indígenas do Brasil e da América. Além destas, podemos citar a resistência em manter acesos seus costumes e as lutas por espaço territorial e direito à diferença. São os aspectos culturais, políticos e sociais que formam a identificação destas raças, o que faz com que o grupo reconheça-se como índio, seja reconhecido pela sociedade não-índia e permita que as mudanças na cultura não alterem sua identificação.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 25/11/09.
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./indios/index.html&conteudo=./indios/artigos/racas.html.


22 DE MAIO
DIA INTERNACIONAL DA BIODIVERSIDADE


Dia 22 de Maio é dia internacional da biodiversidade. A biodiversidade é o termo utilizado para definir a variabilidade de organismos vivos, flora, fauna, fungos macroscópicos e microorganismos, abrangendo a diversidade de genes e de populações de uma espécie, a diversidade de espécies, de interações entre espécies e de ecossistemas.
Diversidade biológica, ou biodiversidade, refere-se à variedade de vida no Planeta Terra, incluindo a variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna e de microrganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; e a variedade de comunidades, hábitats e ecossistemas formados pelos organismos.

Atualmente, estima-se em 1,7 milhões o número de espécies identificadas. O número exato de espécies existentes sobre a Terra é ainda desconhecido e a estimativa varia entre 5 e 100 milhões.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/biodiversidade.html


27 DE MAIO
DIA NACIONAL DA MATA ATLÂNTICA


Dia 27 de maio é o Dia Nacional da Mata Atlântica. Cientificamente, o nome dela é “Floresta Ombrófila”. Atualmente, ela é irregularmente distribuída pela Costa Atlântica Brasileira, entre o Rio Grande do Sul (município de Torres) e o Rio Grande do Norte e tem 1,5 milhão de km².

A Floresta Atlântica é uma formação vegetal higrófila (de ambiente úmido), perene (sempre verde), densa (com muitas árvores por metro quadrado) e heterogênea (com muitas espécies vegetais distintas). Embora represente apenas 7% da floresta original que cobria cerca de 100 milhões de hectares praticamente contínuos, ainda é um vasto território, equivalente ao da França e Espanha juntas.

A Mata Atlântica é a mais rica entre as florestas tropicais úmidas do planeta, considerada o santuário ecológico mais pródigo da Terra e corresponde a um dos ecossistemas mais ameaçados no mundo.
Apresenta, de fato, números impressionantes: reúne 15% de todas as formas de vida animal e vegetal do mundo; o número de espécies de aves - mais de 650 identificadas até hoje – é maior que o catalogado em toda a Europa.

Fonte: Web Venture – acessado em 30/11/09
http://www.webventure.com.br/destinoaventura/conteudo/noticias/index/id/12122?pag=1



JUNHO


05 DE JUNHO
DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE E DA ECOLOGIA


O meio ambiente e a ecologia passaram a ser uma preocupação em todo o mundo, em meados do século XX. Porém, foi ainda no séc. XIX que um biólogo alemão, Ernst Haeckel (1834-1919), criou formalmente a disciplina que estuda a relação dos seres vivos com o meio ambiente, ao propor, em 1866, o nome ecologia para esse ramo da biologia.

Celebrado de várias maneiras (paradas e concertos, competições ciclísticas ou até mesmo lançamentos de campanhas de limpeza nas cidades), esse dia é aproveitado em todo o mundo para chamar a atenção política para os problemas e para a necessidade urgente de ações.

Se há assunto que consegue igualar todas as pessoas nesse planeta é a questão ambiental: o que acontece de um lado, para bem ou para mal, vai sempre afetar o outro!

Nessa data, chefes de estado, secretários e ministros do meio ambiente fazem declarações e se comprometem a tomar conta da Terra.

As mais sérias promessas têm sido feitas, que vão do be-a-bá ao estabelecimento de estruturas governamentais permanentes para lidar com gerenciamento ambiental e planejamento econômico, visando conseguir a vida sustentável no planeta.

Podemos cada um de nós, já fazer a nossa parte para a preservação das condições mínimas de vida na Terra, hoje e no futuro, ou seja, investir mais naquilo que temos de valioso, que é a nossa inteligência, para aprender a consumir menos o que precisamos economizar: os recursos naturais. E é sempre bom lembrar que o Brasil, identificado como um dos nove países-chave para a sustentabilidade do planeta, já é considerado uma superpotência ambiental.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 04/11/2009
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/dia-mundial-do-meio-ambiente-e-da-ecologia/dia-mundial-do-meio-ambiente-e-ecologia.php


17 DE JUNHO
DIA MUNDIAL DO COMBATE À DESERTIFICAÇÃO E À SECA


No dia 17 de junho, de todos os anos, comemora-se o Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca.

A Desertificação é definida como o processo de destruição do potencial produtivo da terra nas regiões de clima árido, semi-árido e sub-úmido seco. O problema vem sendo detectado desde os anos 30, nos Estados Unidos, quando intensos processos de destruição da vegetação e solos ocorreram no Meio Oeste americano.

Muitas outras situações consideradas como graves problemas de desertificação foram sendo detectadas ao longo do tempo em vários países do mundo. América Latina, Ásia, Europa, África e Austrália oferecem exemplos de áreas onde os seres humanos, através do uso inadequado e/ou intensivo da terra, destruíram os recursos e transformou terras férteis em desertos ecológicos e econômicos.

À medida que o estudo sobre a origem dos desertos evoluiu, surgiram conceitos a respeito do assunto:

Deserto: região de clima árido; a evaporação potencial é maior que a precipitação média anual. Caracteriza-se por apresentar solos ressequidos; cobertura vegetal esparsa, presença de xerófilas e plantas temporárias.

Desertificação: origina-se pela intensa pressão exercida por atividades humanas sobre ecossistemas frágeis, cuja capacidade de regeneração é baixa.


Processo de desertificação: diz respeito à atividade predatória que irá conduzir a formação de desertos.

Área de desertificação: é a área onde o fenômeno já se manifesta.

Área propensa à desertificação: área onde a fragilidade do ecossistema favorece o processo de instalação da desertificação.

Deserto específico: a desertificação já se manifesta em grau máximo.

As causas mais freqüentes da desertificação estão associadas ao uso inadequado do solo e da água no desenvolvimento de atividades agropecuárias, na mineração, na irrigação mal planejada e no desmatamento indiscriminado.

Fonte: Ambiente Brasil - acessado em 04/11/2009
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./agropecuario/index.html&conteudo=./agropecuario/artigos/desertificacao.html


21 DE JUNHO
INÍCIO DO INVERNO


A palavra Inverno vem do latim: hibernu, tempus hibernus. Esse tempo hibernal está associado ao ciclo biológico de alguns animais ao entrar em hibernação e se recolherem durante o período de frio intenso.

É a estação que sucede o Outono e antecede a Primavera. Durante este período o principal sistema meteorológico é a frente fria. Outro aspecto que se observa nesta estação são as constantes inversões térmicas que causam nevoeiros e neblinas.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 30/11/09
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/junho/dia-do-inicio-do-inverno.php



JULHO


11 DE JULHO
DIA MUNDIAL DA POPULAÇÃO


O Dia Mundial da População é comemorado em 11 de julho para que se recorde que, nesta data, em 1987, a população mundial atingiu os cinco bilhões de pessoas. Antes mesmo do ano 2000, a Terra já contava com seis bilhões de habitantes. Este dado aumenta anualmente em 75 milhões, sendo que metade da população do planeta tem menos de 25 anos de idade.

Jovens entre 15 e 24 anos somam um bilhão, o que significa dizer que existem 17 jovens em cada grupo de 100 pessoas, mas o número de pessoas com mais de 60 anos, por sua vez, chega a 646 milhões, numa proporção de uma em cada dez. Esse número ainda é acrescido todo ano em mais de 11 milhões, o que caracteriza um envelhecimento da população mundial. Conforme estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU) para o ano de 2050, a porcentagem de jovens abaixo dos 15 anos de idade deve diminuir de 30% para 20%, enquanto a quantidade de idosos deve atingir 22%, alcançando um total de dois bilhões de pessoas com idade avançada.

Fonte: Editora FTD – acessado em 16/11/09
http://www.ftd.com.br/V4/dataEspecial_exibe.cfm?mes=07&dia=11&cd=131


17 DE JULHO
DIA DE PROTEÇÃO ÀS FLORESTAS


O dia de 17 de Julho é o Dia de Proteção às Florestas, para nós, brasileiros, uma data como essa é de extrema relevância, visto que somos conhecidos mundialmente como o país das florestas. A Floresta Amazônica é a maior reserva genética e a maior floresta tropical do mundo, bem como abriga um quinto da água potável disponível na terra.

Infelizmente, esses números vêm diminuindo por conta da agropecuária e da indústria madeireira que têm devastado a região consideravelmente, tanto que nas últimas décadas o rombo provocado na região totaliza uma área superior à da França. Apenas entre os anos de 2001 e 2002, o índice de desmatamento aumentou em 40%.

Diante desses números, cabe aproveitar a data para refletir sobre nossas atitudes e repensar as políticas públicas ambientais. Há diversas ONGs engajadas em preservação do meio ambiente que buscam voluntários e a população também tem o direito e o dever de cobrar as autoridades responsáveis, fazer denúncias sobre exploração ilegal de reservas naturais, por exemplo.

Fonte: Sustentabilidade Philips – acessado em 16/11/09
http://www.sustentabilidade.philips.com.br/publi-jul-dia-protecao-florestas.htm



AGOSTO


05 DE AGOSTO
DIA NACIONAL DA SAÚDE


Dia 05 de Agosto é o Dia Nacional da Saúde, mas não é somente neste dia que se deve cuidar dela. A saúde resulta de um equilíbrio físico, orgânico e mental do nosso organismo, conquistado no dia-a-dia. Esse equilíbrio é adquirido através de vários fatores, como uma boa alimentação a base de frutas, verduras, carboidratos, proteínas, pouca gordura e muita água; um bom descanso; alguma atividade física; cuidados com a higiene pessoal; horas de lazer.

Todavia, o ambiente em que vivemos deve oferecer esse tipo de qualidade de vida. Dentre algumas características do ambiente o saneamento básico, a coleta de lixo e depósito em aterros sanitários adequados, ar puro, água própria para consumo humano, áreas verdes, alimentos saudáveis, combate às doenças, dentre outras.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 16/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/diasaude.html


09 DE AGOSTO
DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS / DIA INTERAMERICANO DE QUALIDADE DO AR.


O Dia Internacional dos Povos Indígenas, celebrado em 9 de agosto, brinda a comunidade internacional com uma excelente oportunidade para refletir sobre as perspectivas e aspirações desses povos, em especial sobre como estas se vinculam ao desenvolvimento sustentável de nosso planeta.

Em comemoração ao Dia Internacional dos Povos Indígenas, a UNESCO e a FUNAI iniciarão neste mês de agosto a execução um projeto de cooperação técnica internacional para estudar os impactos do desenvolvimento e promover a salvaguarda da cultura indígena no Brasil.

Seu objetivo é consolidar conhecimentos e estabelecer metodologias e padrões de referência para as ações de salvaguarda do patrimônio cultural e ambiental das comunidades indígenas, de acordo com os preceitos da Convenção da UNESCO para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial (2003) e a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas (2007).

As atividades buscarão ressaltar a diversidade cultural dos povos indígenas, reconhecendo a importância dos conhecimentos tradicionais como fonte de riqueza material e imaterial, bem como a contribuição positiva dos sistemas de conhecimento das populações indígenas para o desenvolvimento sustentável. Para assegurar a sua adequada proteção e promoção, serão consolidados dados e desenhados planos de salvaguarda para uma amostra selecionada de 11 terras indígenas em quatro regiões do Brasil.

Fonte: Unesco – acessado em 16/11/09
http://www.brasilia.unesco.org/unesco/premios/dia-internacional-dos-povos-indigenas-2008


DIA INTERAMERICANO DE QUALIDADE DO AR

A poluição atmosférica, nas regiões urbanas, tem aumentado devido à crescente atividade industrial e ao aumento do número de veículos motorizados em circulação. A qualidade do ar urbano tem causado sérios problemas às condições de vida das pessoas, das plantas e dos animais que vivem nas cidades e arredores.

Elevadas concentrações de poluentes advindos de atividades industriais e do processo de descarga da combustão de veículos automotores, partículas sólidas em suspensão, gotículas de óleo expelidas pelos motores, altas concentrações de CO, CO2 e SO2 e compostos de Flúor e Cloro são algumas das causas da baixa qualidade do ar.

Estes poluentes provêm de várias fontes, algumas emitidas diretamente de veículos automotores, outras formadas indiretamente através de reações fotoquímicas no ar.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./urbano/index.html&conteudo=./urbano/poluicao2.html


14 DE AGOSTO
DIA DO COMBATE À POLUIÇÃO


Buscando orientar a população sobre os males da poluição e as formas de combatê-la, escolheu-se o dia 14 de agosto como o dia do combate à poluição.

Podemos considerar poluição toda forma de degradação do ecossistema, que altera as características biológicas, físicas e químicas do mesmo. Essas alterações podem acontecer com a subtração de elementos naturais ou também com o acréscimo de lixos e resíduos no ecossistema.

As formas de poluição mais comuns hoje em dia são a da água, do solo e do ar, mas grandes destaques já são dados à poluição sonora e visual.

A poluição da água é causada por lixos, dejetos e resíduos industriais que são lançados em rios e mares. A poluição do solo acontece através de produtos agrícolas, como pesticidas, herbicidas e agrotóxicos que caem sobre a terra, sendo absorvidos pelas camadas superficiais da crosta terrestre. Já temos sofrido com os efeitos da poluição do ar. Gases poluentes são lançados na atmosfera todos os dias, em virtude do crescimento industrial do país e o aumento dos carros circulando pelas cidades.

A poluição visual veio com o aumento dos recursos do marketing, através das propagandas de outdoor espalhados pelas cidades. Alguns modelos aparecem com luminosos, uso de lâmpadas em neon, deixando as cidades com perda de seu aspecto físico natural. Os totens, banners, letreiros, grafites e pichações, fios elétricos e cabos de TV e de telefone, edifícios amontoados, etc. também contribuem com esse tipo de poluição.

Fonte: Mundo Educação – acessado em 16/11/09
http://www.mundoeducacao.com.br/datas-comemorativas/dia-combate-poluicao.htm


28 DE AGOSTO
DIA DA AVICULTURA


A Avicultura é uma atividade voltada para a produção de carne e ovos de frango. Há muito tempo, é praticada pelo homem de forma rudimentar e continua sendo. Mas hoje, o pequeno e o médio produtor têm que competir com as grandes empresas avícolas, que dominam cada vez mais o mercado.

A tecnologia avícola faz com que as aves industriais produzam cada vez mais, atingindo índices zootécnicos surpreendentes, o que torna a competição ainda mais acirrada e dificulta a sobrevivência do pequeno ou médio produtor no mercado. Uma das soluções que estes produtores têm buscado é a avicultura alternativa, que se caracteriza pela produção de carne e/ou ovos de galinhas caipiras, que em geral podem ser comercializados a preços mais altos que os dos produtos industriais.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 16/11/09
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/agosto/dia-da-avicultura.php



SETEMBRO


05 DE SETEMBRO
DIA DA AMAZÔNIA


A Amazônia é a maior floresta tropical do planeta. Ela ocupa 2/5 da América do Sul e metade do território brasileiro, abrangendo os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e parte dos Estados do Maranhão, Tocantins e Mato Grosso.

Não é só o tamanho da floresta que impressiona. Ela também é rica em minerais, espécies vegetais e animais, além de guardar cerca de 1/5 das reservas de água doce do mundo (graças ao grande volume de água dos seus rios). Ao absorverem carbono, suas árvores contribuem para o equilíbrio do clima mundial. Tudo isso mais a variedade de solos, altas temperaturas e muita chuva faz com que a

Amazônia seja um ecossistema auto-sustentável, isto é, capaz de se manter com seus próprios recursos.

Apesar de toda a grandeza da Amazônia, seu solo tem baixa fertilidade. Por isso não adianta derrubar suas árvores para investir na agricultura e em pastos para o gado. Sem a cobertura vegetal para proteger, a água da chuva carrega os nutrientes do solo e o empobrece.

Desmatamentos, disputas pelo domínio de suas terras, caça e pesca sem controle e contrabandos de animais e de plantas ameaçam a sobrevivência da floresta e impedem a utilização correta de seus recursos para o bem da humanidade.

Fonte: IBGE – acessado em 16/11/09
http://www.ibge.gov.br/7a12/voce_sabia/datas/data.php?id_data=44


11 DE SETEMBRO
DIA DO CERRADO


O Cerrado abrange área superior aos 2 milhões de quilômetros quadrados e se estende de forma contínua pelos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Piauí, Maranhão, Rondônia e Distrito Federal, ou seja, está distribuída, principalmente, no Planalto Central Brasileiro. Abriga 10 mil espécies de plantas, nas suas diferentes fisionomias vegetais: Matas de Galeria, Matas Ciliares, Matas Mesofíticas, Cerradão, Veredas, Cerrados Típicos Densos e Ralos, Campos Cerrado, Rupestre, Limpo e Sujo. Sua vegetação típica é caracterizada pela presença de árvores tortuosas, de pequeno porte, cascas espessas e folhas grossas, adaptadas à deficiência de água e à ocorrência de incêndios periódicos. É reconhecido como a savana mais rica do planeta em biodiversidade, apresentando mais de 4.400 espécies endêmicas (exclusivas). Sua fauna apresenta 837 espécies de aves; 195 de mamíferos, abrangendo 161 espécies e 19 endêmicas; 150 espécies de anfíbios, das quais 45 endêmicas; 120 espécies de répteis, das quais 45 endêmicas. Apenas no Distrito Federal, há 90 espécies de cupins, 1000 espécies de borboletas e 500 espécies de abelhas e vespas. Ainda, apresenta-se como elemento de importância estratégica, pois nele nasce a maioria dos grandes rios que abastecem as bacias hidrográficas Paraná/Prata, Amazonas/Tocantins e São Francisco.

Fonte: Eliana Pedrosa – acessado em 30/11/09
http://www.elianapedrosa.com.br


16 DE SETEMBRO
DIA INTERNACIONAL PARA A PREVENÇÃO DE DESASTRES NATURAIS/ DIA INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO.

A resolução 44/236 de 22 de Dezembro de 1989 das Nações Unidas institui o Dia Internacional para a Prevenção das Catástrofes Naturais. Pretende-se com este dia o alerta e a reflexão sobre a temática dos desastres naturais, as suas formas de prevenção e mitigação, assim como de criar uma sociedade mais capacitada para enfrentá-los.

Fonte: http://tercud.ulusofona.pt, acessado em 09/12/09.


DIA INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO

No dia 16 de setembro de 1987, o Protocolo de Montreal foi aberto para as assinaturas dos países que estivessem de acordo em estabelecer etapas para a redução e proibição da manufatura e uso de substâncias destruidoras da camada de ozônio. Desde então, passou-se a celebrar a data como o Dia Internacional de Proteção da Camada de Ozônio.

O ozônio é um gás atmosférico azul-escuro, que se concentra na chamada estratosfera, uma região situada entre 20 e 40 km de altitude. A diferença entre o ozônio e o oxigênio dá a impressão de ser muito pequena, pois se resume a um átomo: enquanto uma molécula de oxigênio possui dois átomos, uma molécula de ozônio possui três.

Essa pequena diferença, no entanto, é fundamental para a manutenção de todas as formas de vida na Terra. A natureza, sabiamente, protegeu nosso planeta com um escudo contra a irradiação ultravioleta prejudicial (UV-B, ou radiação biologicamente ativa). Esse escudo, a camada de ozônio, absorve grande parte da radiação ultravioleta perigosa, impedindo que esta chegue até o solo. Sem essa proteção, a vida na Terra seria quase que completamente extinta.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 30/11/09
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-camada-de-ozonio/dia-internacional-de-protecao-a-camada-de-ozonio.php


18 DE SETEMBRO
DIA MUNDIAL DE LIMPEZA DO LITORAL


Dia Mundial de Limpeza do Litoral ou Dia Mundial de Limpeza de Praias. Esta data vem se tornando um dos eventos ambientalistas internacionais mais conhecidos, participativos e efetivos do mundo. A cada ano milhões de pessoas, em cerca 120 países espalhados pelo globo, unem forças e "empunham" a bandeira da limpeza para fazer uma real diferença em nosso meio ambiente, ou seja, limpar parte da sujeira que produzimos ao descartarmos de forma inadequada os resíduos sólidos no ambiente litorâneo.

O evento, um programa sem fins lucrativos que promove atividades ambientalistas ao redor do mundo, todo ano durante o terceiro final de semana de setembro, vem ajudando a diminuir um dos maiores problemas ambientais da atualidade, representado pelas crescentes montanhas de resíduos produzidos pelas sociedades modernas de consumo, do tipo "usar e tirar".

Fonte: Instituto Aqualung – acessado em 30/11/09
http://www.institutoaqualung.com.br/info_dia48.html


19 DE SETEMBRO
DIA MUNDIAL PELA LIMPEZA DA ÁGUA


Sabemos da importância que a água tem em nossas vidas, precisamos de água o dia inteiro para se ter qualidade de vida. Seja para higiene pessoal, alimentação, hidratação do corpo ou mesmo para o lazer a água está presente em nosso dia-a-dia, mas será que temos a preocupação adequada para preservar a qualidade e limpeza da água?

Devemos pensar no futuro e no desenvolvimento sustentável de nosso planeta, e que a água é um elemento indispensável para garantir nossas vidas. Com essa intenção foi instituído em 19 de setembro o dia Mundial da Limpeza da Água, que propõe a melhor compreensão das necessidades de preservação da qualidade e limpeza da água.

Fonte: Sustentabilidade Philips – acessado em 30/11/09
http://www.sustentabilidade.philips.com.br/publi_set_dia_mundial_limpeza.htm


21 DE SETEMBRO
DIA DA ÁRVORE


No hemisfério sul, o dia 21 de Setembro prenuncia a chegada da primavera, no dia 23, estação onde a natureza parece recuperar toda a vida que estava adormecida pelos dias frios de inverno.

No Brasil, carregamos fortes laços com a cultura indígena que deu origem a este país; alguns deles são o amor e respeito pelas árvores como representantes maiores da imensa riqueza natural que possuímos. Os índios também utilizavam este período para iniciar a época de plantio, organizando-se pelo calendário lunar.

Confirmando o carinho e respeito pela natureza, no Brasil, há 30 anos, formalizou-se então o dia 21 de Setembro como o Dia da Árvore - o dia que marca um novo ciclo para o meio ambiente.

Fonte: Dia da árvore – acessado em 16/11/09
http://www.diadaarvore.org.br/


22 DE SETEMBRO
DIA DA FAUNA / DIA DA JORNADA “NA CIDADE SEM MEU CARRO”


O Brasil possui uma das maiores biodiversidades em fauna e flora do planeta. Nos últimos anos, devido aos grandes impactos ambientais e a desenfreada ocupação humana, vêm ocorrendo uma grande degradação de hábitats naturais e o desaparecimento de espécies e formas genéticas. Um dos mais atingidos é a fauna, e com isto, a cada dia que passa o número de espécies ameaçadas aumenta.

A fauna apresenta números relevantes em relação à biodiversidade no mundo. A preservação de espécies da natureza é uma grande batalha. O ser humano é a maior ameaça da floresta. Caça e pesca predatórias, construção de hidrelétricas, instalação de indústrias, garimpo e projetos agropecuários constituem-se em atividades que fazem parte de uma longa lista de fatores que provocam prejuízos incalculáveis e irreparáveis para a manutenção da biodiversidade.

Para uma maior conservação da fauna, flora, ecossistemas e demais recursos naturais, foram criadas as Unidades de Conservação. Elas abrangem várias áreas de todo o território brasileiro.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 16/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./natural/index.html&conteudo=./natural/diafauna.html


DIA DA JORNADA “NA CIDADE SEM MEU CARRO”

A Jornada "Na Cidade Sem Meu Carro" surge da preocupação relacionada com a qualidade do ar das nossas cidades. Tendo em vista os crescentes problemas relacionados com o uso do automóvel, vários países da União Européia lançaram esta iniciativa pela primeira vez em 22 de Setembro de 2000. A Jornada Brasileira "Na cidade sem Meu Carro" consiste no engajamento institucional de cada prefeitura, que delimita um perímetro de proteção dos automóveis, geralmente a área central ou outra de importância de tráfego. Nesse perímetro, durante o dia 22 de setembro, só circularão veículos dos serviços essenciais além de ônibus, bicicletas, táxis e pedestres.

O horário de funcionamento em geral é de 8 às 18 horas, podendo ser estendido. Nesse dia podem ser feitas atividades culturais, medições de índices de poluição, desempenho do transporte coletivo e debates sobre o tema, articulados com a Semana Nacional de Trânsito. Não se trata da mera questão de vedar o tráfego motorizado em algumas ruas, mas sim de proporcionar às pessoas uma oportunidade para descobrirem outras formas de transporte e de viverem este dia sem sentirem restrições à sua mobilidade.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./urbano/artigos/sem_carro.html


23 DE SETEMBRO
INÍCIO DA PRIMAVERA


A Primavera é a estação do ano que se segue ao Inverno e precede o Verão. É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.

A Primavera do hemisfério norte é chamada de "Primavera boreal", e a do hemisfério sul é chamada de "Primavera austral". A "Primavera boreal" tem início, no Hemisfério Norte, a 20 de Março e termina a 21 de Junho. A "Primavera austral" tem início, no Hemisfério Sul, a 23 de Setembro e termina a 21 de Dezembro.

Do ponto de vista da Astronomia, a primavera do hemisfério sul inicia-se no equinócio de Setembro e termina no solstício de Dezembro, no caso do hemisfério norte inicia-se no equinócio de Março e termina no solstício de Junho.

Como se constata, no dia do equinócio o dia e a noite têm a mesma duração. A cada dia que passa, o dia aumenta e a noite vai encurtando um pouco, aumentando, assim, a insolação do hemisfério respectivo.

Estas divisões das estações por equinócios e solstícios poderão ser fonte de equívocos, mas deve-se levar em conta a influência dos oceanos na temperatura média das estações. Na Primavera do hemisfério sul, os oceanos meridionais ainda estão frios e vão aos poucos aquecendo, fazendo a Primavera ter temperaturas amenas ao longo da estação.

Fonte: Wikipedia – acessado em 30/11/09
http://pt.wikipedia.org/wiki/Primavera



OUTUBRO


03 DE OUTUBRO
DIA DAS ABELHAS


Abelha é a denominação comum de vários insetos pertencentes à ordem Hymenoptera, da superfamília Apoidea, aparentados das vespas e formigas. O representante mais conhecido é a Apis mellifera, oriunda do Velho Mundo, criada em larga escala para a produção de mel.

As espécies de abelhas nativas das Américas (Novo Mundo) não possuem ferrão. A maioria pertence à tribo Meliponini. O mel foi a primeira substância adoçante conhecida da Antiguidade.

A apicultura que é a criação de abelhas melíferas (produzem mel), já é praticada há muito tempo, pois os egípcios documentaram isso pela primeira vez no ano 2600 a.C, por meio de inscrições funerárias nas pirâmides.

As abelhas melíferas organizam-se em três classes principais: as operárias, que providenciam a alimentação, a rainha que pões ovos e o zangão, que se acasala com a rainha. Uma colônia de tamanho médio compreende uma rainha e cerca de cem zangões e sessenta mil operárias.

Na evolução da vida, as abelhas surgiram há cerca de cem milhões de anos, junto com o desenvolvimento das flores. Desde então, esses dois grupos biológicos mantêm intensa relação de dependência recíproca (simbiose): a abelha encontra nas flores o néctar e o pólen indispensáveis à sua sobrevivência; por sua vez, uma parte do pólen adere ao seu corpo e é transportada para longe, onde irá fecundar outra flor.

Fonte: Ilhado – acessado em 16/11/09
http://www.ilhado.com.br/index.php?id_editoria=24&id=1681


04 DE OUTUBRO
DIA MUNDIAL DOS ANIMAIS / DIA DA NATUREZA


Dia 4 de outubro é o Dia dos Animais, a mesma data em que se festeja o dia de São Francisco de Assis. E não é coincidência, pois esse Santo é o protetor dos animais. Ele sempre se referia aos bichos como irmãos: irmão fera, irmã leoa. São Francisco de Assis também amava as plantas e toda a natureza: irmão sol, irmã lua são expressões comuns na fala do Santo, um dos mais populares até os nossos dias.

Para falar do surgimento dos animais temos que lembrar a escala geológica da terra. Os paleontólogos (que estudam os animais e vegetais fósseis) remontam a vida no planeta ao período chamado pré-Cambriano, a época das primeiras coisas viventes, 3,6 bilhões de anos atrás.

Ao analisar a relação homem-animal ao longo da história da humanidade, percebemos que muitos erros e atrocidades foram cometidos contra os animais, por falta de conhecimento, pela ganância ou em nome de tradições culturais. Com o desenvolvimento de estudos, análises e teorias sobre comportamento animal, o ser humano passou a modificar sua postura, pois percebeu que os animais também sofriam e sentiam medo, dor e angústia. Isso aconteceu graças ao trabalho dos cientistas e estudiosos do comportamento animal e dos defensores de animais - pessoas que, mesmo sem nenhuma formação acadêmica, lutam pelos direitos dos animais, tirando-os das ruas, protegendo-os, criando e cuidando de abrigos.

Ainda hoje vemos situações que não podem ser aceitas sem pelo menos o sentimento de forte indignação, como por exemplo, abrigos superlotados com animais abandonados à própria sorte por seus donos, maus-tratos, envenenamentos, venda ilegal de animais silvestres, rodeios, touradas, farra do boi, ursos torturados na China, circos, feiras de animais sem controle sanitário, uso de animais em testes para cosméticos, projetos de lei que perpetuam os maus-tratos e uso em experiências científicas.

Por isso, vamos aproveitar a data para refletir por alguns instantes sobre tudo aquilo que devemos aos animais, sobre todos os erros cometidos até agora. Existe um caminho a ser seguido, que é o respeito a todas as formas de vida, tanto aos aspectos mais básicos, como abrigo e alimentação, quanto ao direito a afeto, liberdade e à vida.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 16/11/09
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/outubro/dia-dos-animais.php


DIA DA NATUREZA


No dia 4 de outubro comemora-se o Dia da Natureza. Chamamos de ambiente ou natureza o mundo no qual a humanidade vive e que existe independente das atividades do mesmo.

É tudo aquilo que não foi criado pelas pessoas, mas que constitui o universo, como rios, mares, plantas, florestas, animais, minerais e o próprio homem.

Com a evolução, construção das cidades, das facilidades da vida moderna, o ser humano passou a modificar a ordem natural da vida no planeta, prejudicando o equilíbrio do meio ambiente.

Agindo de forma predatória, tem destruído a natureza sem se preocupar com os prejuízos que sofrerá num futuro bem próximo.

São desmatamentos, queimadas, destruição da camada de ozônio, o efeito estufa, dentre vários outros problemas que tem causado a extinção de importantes espécies vegetais, além dos animais, prejudicando as cadeias em que os mesmos se utilizam para viver. Arara-azul, mico-leão-dourado, lobo-guará, tamanduá-bandeira e vários outros, são animais da fauna brasileira que são dificilmente encontrados.

É importante que a humanidade crie consciência ecológica, de que a degradação ambiental só trará malefícios para as gerações futuras.

Fonte: Brasil Escola – acessado em 30/11/09
http://www.brasilescola.com/datacomemorativas/dia-natureza.htm


05 DE OUTUBRO
DIA MUNDIAL DO HABITAT

O Dia Mundial do Habitat é celebrado anualmente na primeira segunda-feira de Outubro em todo o mundo. Foi designado oficialmente pela ONU e celebrado pela primeira vez em 1986. O objetivo do dia é permitir a reflexão sobre o estado das cidades e do direito humano à moradia adequada assim como lembrar ao mundo de sua responsabilidade coletiva sobre o habitat das gerações futuras.

Fonte: Wikipedia – acessado em 16/11/09
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Mundial_do_Habitat


DIA DA AVE

O Brasil é o terceiro país do mundo em variedade de aves. Há décadas, várias espécies de aves sofrem grandes impactos, tanto pelo intenso tráfico de animais silvestres quanto pelo intenso desmatamento de grandes florestas. A perda do hábitat é um dos grandes fatores pelas inúmeras espécies estarem desaparecendo.

Cada vez mais tem aumentado o número de aves nas cidades. Os programas de arborização urbana aliado com o aumento no número de pessoas que tem plantado árvores em suas casas e ruas tornam-se um grande atrativo para inúmeras espécies de aves que vem atrás de alimento, como frutas e sementes.

As Unidades de Conservação foram criadas para a conservação e preservação de ecossistemas, sendo que muitos deles abrigam inúmeras espécies, principalmente aves, sendo a maioria ameaçadas de extinção, como o papagaio de cara-roxa, o japim, a gralha-azul, o maçarico-rasteiro, o tucano-de-bico-verde, o flamingo, o macuco, a ararinha-azul, a maria-faceira entre outras.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/ave.html


04 A 10 DE OUTUBRO
SEMANA DE PROTEÇÃO À FAUNA


O Brasil é considerado o mais rico país em diversidade de espécies animais do planeta e um dos mais importantes bancos de biodiversidade. Mais de 218 espécies de animais silvestres já se encontram na lista dos animais em extinção e pelo menos 7 dessas espécies são consideradas extintas, não sendo registradas suas presenças nos últimos 50 anos.

As principais causas da redução de espécies são: a destruição dos habitats por corte de vegetação, a ocupação humana e a exploração econômica, seguida do tráfico de animais silvestres. Calcula-se que 12 milhões de animais são retirados anualmente do país de forma ilegal, através do tráfico. A caça também é um dos fatores que exercem grandes impactos na fauna silvestre.

A manutenção da fauna silvestre possibilita a sua exploração turística, pois a cada ano cresce o número de pessoas que procuram os parques naturais para ver os animais selvagens. Só de birdwatchers (aqueles que observam os pássaros), estima-se que existam mais de 80 milhões, o que representa um relevante potencial econômico, pois necessitam usar hotéis e o comércio próximo às áreas de observação, gerando assim enormes receitas. Sem contar a pesca para alimentação em áreas naturais que também gera milhões de dólares em todo o mundo.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/fauna.html


12 DE OUTUBRO
DIA MUNDIAL DO MAR


O Dia Mundial do Mar celebra-se há 31 anos, isto é, desde 1978, por iniciativa da Organização Marítima Internacional. Pretende-se chamar a atenção para a importância da navegação segura, do ambiente marinho. Hoje em dia, cada país pode escolher o dia em que realiza esta comemoração. Ultimamente, fala-se também na Semana do Mar, que também pode ser organizada na época do ano que cada país considerar a melhor. Isto é: o importante é falar do mar, garantir qualidade ao transporte e à navegação e preservar sua boa qualidade.

Fonte: Becre – acessado em 16/11/09
http://moodle.ag-sg.net/mod/forum/discuss.php?d=2228



NOVEMBRO


01 DE NOVEMBRO
DIA NACIONAL DA ESPELEOLOGIA


Espeleologia (do latim spelaeum, do grego sp??a???, "caverna"). É a ciência que estuda as cavidades naturais e outros fenômenos cársticos, nas vertentes da sua formação, constituição, características físicas, formas de vida, e sua evolução ao longo do tempo.

A Geologia, Geografia, Hidrologia, Biologia, Climatologia e Arqueologia são algumas das ciências que contribuem para o conhecimento espeleológico. Os estudos espeleológicos apoiam-se frequentemente em levantamentos topográficos. A simples exploração ou visita das cavernas está por vezes associada à espeleologia, embora não se deva confundir com esta ciência.

Fonte: Ave Doméstica – acessado em 30/11/09
http://www.avedomestica.com/index.php?option=com_events&task=view_detail&agid=98&year=2009&month=11&day=1&Itemid=261


05 DE NOVEMBRO
DIA DA CULTURA E DA CIÊNCIA


A data foi instituída pela Lei 5.579, de 1970, em comemoração ao aniversário de Rui Barbosa (Salvador/BA, 1849 – Petrópolis/RJ, 1923). Um dos mais importantes personagens da história do Brasil deixou exemplos brilhantes no Jornalismo, na Diplomacia, na Política e no Direito.

Seu comportamento sempre revelou sólidos princípios éticos e independência política. Participou de todas as grandes questões de sua época, dentre as quais o abolicionismo, a defesa da Federação e a fundação da República. Orador imbatível e estudioso da língua portuguesa foi presidente da Academia Brasileira de Letras em substituição a Machado de Assis.

A casa onde viveu a partir de 1895, no Rio de Janeiro, foi comprada pelo governo brasileiro um ano após sua morte, juntamente com a biblioteca, os arquivos e a propriedade intelectual de suas obras.

Em 1930, foi aberta ao público como museu e hoje sedia a Fundação Casa de Rui Barbosa, responsável pela preservação e difusão deste acervo.

Fonte: Editora FTD – acessado em 16/11/09
http://www.ftd.com.br/V4/dataEspecial_exibe.cfm?cd=411


24 DE NOVEMBRO
DIA DO RIO


O Dia do Rio é comemorado em 24 de novembro, assim como o Dia Mundial da Água é comemorado no Dia 22 de março - estas datas foram instituídas devido a grande preocupação com a escassez da água, assim como a preservação e proteção dos recursos naturais.

Os rios são de grande importância para a vida nos mais variados ecossistemas. A vegetação existente nas margens de rios denomina-se de Mata Ciliar (ou Mata de Galeria, ou Floresta Ripária). É de vital importância a preservação da mata ciliar, pois a mesma evita o processo de erosão do solo, já que parte da água que escoa das chuvas é retida pelas raízes dessa vegetação.

A Mata Ciliar exerce um papel fundamental na proteção dos rios, funcionando como se fosse uma esponja. A Mata Ciliar não só protege os rios como evita o ressecamento do solo, a erosão e o desbarrancamento, mas também preserva a flora e a fauna que habitam estas áreas, contribuindo para evitar o desaparecimento de espécies. A Mata Ciliar é protegida pela Lei 4.771/65, ou seja, o Código Florestal. Segundo esta lei, a área de proteção das margens dos rios, varia de acordo com a largura do rio. Para rios com 10 metros de largura, a lei estabelece uma área de proteção de 30 metros para cada margem. Para rios que possuem entre 10 e 50 metros de largura, a lei determina 50 metros de área protegida para cada margem. Para rios que possuem de 50 a 200 metros de largura a área protegida deve ser de 100 metros. Para rios com largura entre 200 a 600 metros a área da margem a ser protegida é de 200 metros e para rios com largura superior a 600 metros a faixa de proteção é de 500 metros para cada margem.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./agua/doce/index.html&conteudo=./agua/doce/artigos/rio.html



DEZEMBRO


07 DE DEZEMBRO
DIA DO PAU-MARFIM


Pau-Marfim é um nome usado para indicar pelo menos duas variedades de madeiras, oriundas da árvore Agonandra brasiliensis e, menos frequentemente, Balfourodendron riedelianum, que também é conhecida por Farinha Seca. O pau-marfim é uma espécie longeva, pertencente ao grupo sucessional secundária tardia (Durigan & Nogueira), freqüente em capoeirões e em floresta secundária, podendo surgir também em pastagens e, nesse caso, apresenta comportamento de espécie antrópica. As principais regiões fitossociológicas onde ocorre o pau-marfim são Floresta Estacional Semidecidual, formação Submontana e Floresta Estacional Decidual. Entretanto, essa espécie pode ser encontrada, em menor freqüência, na Floresta Ombrófila Mista (Floresta com araucária) e Floresta Ombrófila Densa, no alto da bacia do rio Ribeira.

Fonte: Wikipedia – acessado em 16/11/09
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pau-marfim


21 DE DEZEMBRO
INÍCIO DO VERÃO


O Verão é uma das quatro estações do ano. Neste período, as temperaturas permanecem elevadas e os dias são longos. Geralmente, o verão é também o período do ano reservado às férias.

O Verão do hemisfério norte é chamado de "Verão boreal", e o do hemisfério sul é chamado de "Verão austral". O "Verão boreal" tem início com o solstício de Verão do Hemisfério Norte, que acontece cerca de 21 de Junho, e finda com o equinócio de Outono nesse mesmo hemisfério, por volta de 23 de Setembro. O "Verão austral" tem início com o solstício de Verão do Hemisfério Sul, que acontece cerca de 21 de Dezembro, e finda com o equinócio de Outono, por volta de 20 de Março nesse mesmo hemisfério.

Nos tempos primitivos, era comum dividir o ano em cinco estações, sendo o verão dividido em duas partes: o verão propriamente dito, de tempo quente e chuvoso (geralmente começava no fim da primavera), e o estio, de tempo quente e seco — palavra da qual deriva o termo "estiagem". Atualmente, usa-se a palavra "estio" como sinônimo raro para verão.

Fonte: Wikipedia – acessado em 30/11/09
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ver%C3%A3o

Acesso Fácil

Ambiente

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3449 visitantes

Servidor Municipal


Redes Sociais

Logo do Facebook  Logo do Flickr  Logo do Youtube  Logo do Twitter  icon instagran

 

 

ouvidoria rodape lon

 acesso a informacao rodape

icon interacao