Banner
   
Tamanho Texto

Busca

topo2017 ambiente

Calendário Ecológico - Outubro

Índice do Artigo
Calendário Ecológico
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
Todas as Páginas

OUTUBRO


03 DE OUTUBRO
DIA DAS ABELHAS


Abelha é a denominação comum de vários insetos pertencentes à ordem Hymenoptera, da superfamília Apoidea, aparentados das vespas e formigas. O representante mais conhecido é a Apis mellifera, oriunda do Velho Mundo, criada em larga escala para a produção de mel.

As espécies de abelhas nativas das Américas (Novo Mundo) não possuem ferrão. A maioria pertence à tribo Meliponini. O mel foi a primeira substância adoçante conhecida da Antiguidade.

A apicultura que é a criação de abelhas melíferas (produzem mel), já é praticada há muito tempo, pois os egípcios documentaram isso pela primeira vez no ano 2600 a.C, por meio de inscrições funerárias nas pirâmides.

As abelhas melíferas organizam-se em três classes principais: as operárias, que providenciam a alimentação, a rainha que pões ovos e o zangão, que se acasala com a rainha. Uma colônia de tamanho médio compreende uma rainha e cerca de cem zangões e sessenta mil operárias.

Na evolução da vida, as abelhas surgiram há cerca de cem milhões de anos, junto com o desenvolvimento das flores. Desde então, esses dois grupos biológicos mantêm intensa relação de dependência recíproca (simbiose): a abelha encontra nas flores o néctar e o pólen indispensáveis à sua sobrevivência; por sua vez, uma parte do pólen adere ao seu corpo e é transportada para longe, onde irá fecundar outra flor.

Fonte: Ilhado – acessado em 16/11/09
http://www.ilhado.com.br/index.php?id_editoria=24&id=1681


04 DE OUTUBRO
DIA MUNDIAL DOS ANIMAIS / DIA DA NATUREZA


Dia 4 de outubro é o Dia dos Animais, a mesma data em que se festeja o dia de São Francisco de Assis. E não é coincidência, pois esse Santo é o protetor dos animais. Ele sempre se referia aos bichos como irmãos: irmão fera, irmã leoa. São Francisco de Assis também amava as plantas e toda a natureza: irmão sol, irmã lua são expressões comuns na fala do Santo, um dos mais populares até os nossos dias.

Para falar do surgimento dos animais temos que lembrar a escala geológica da terra. Os paleontólogos (que estudam os animais e vegetais fósseis) remontam a vida no planeta ao período chamado pré-Cambriano, a época das primeiras coisas viventes, 3,6 bilhões de anos atrás.

Ao analisar a relação homem-animal ao longo da história da humanidade, percebemos que muitos erros e atrocidades foram cometidos contra os animais, por falta de conhecimento, pela ganância ou em nome de tradições culturais. Com o desenvolvimento de estudos, análises e teorias sobre comportamento animal, o ser humano passou a modificar sua postura, pois percebeu que os animais também sofriam e sentiam medo, dor e angústia. Isso aconteceu graças ao trabalho dos cientistas e estudiosos do comportamento animal e dos defensores de animais - pessoas que, mesmo sem nenhuma formação acadêmica, lutam pelos direitos dos animais, tirando-os das ruas, protegendo-os, criando e cuidando de abrigos.

Ainda hoje vemos situações que não podem ser aceitas sem pelo menos o sentimento de forte indignação, como por exemplo, abrigos superlotados com animais abandonados à própria sorte por seus donos, maus-tratos, envenenamentos, venda ilegal de animais silvestres, rodeios, touradas, farra do boi, ursos torturados na China, circos, feiras de animais sem controle sanitário, uso de animais em testes para cosméticos, projetos de lei que perpetuam os maus-tratos e uso em experiências científicas.

Por isso, vamos aproveitar a data para refletir por alguns instantes sobre tudo aquilo que devemos aos animais, sobre todos os erros cometidos até agora. Existe um caminho a ser seguido, que é o respeito a todas as formas de vida, tanto aos aspectos mais básicos, como abrigo e alimentação, quanto ao direito a afeto, liberdade e à vida.

Fonte: Portal São Francisco – acessado em 16/11/09
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/outubro/dia-dos-animais.php


DIA DA NATUREZA


No dia 4 de outubro comemora-se o Dia da Natureza. Chamamos de ambiente ou natureza o mundo no qual a humanidade vive e que existe independente das atividades do mesmo.

É tudo aquilo que não foi criado pelas pessoas, mas que constitui o universo, como rios, mares, plantas, florestas, animais, minerais e o próprio homem.

Com a evolução, construção das cidades, das facilidades da vida moderna, o ser humano passou a modificar a ordem natural da vida no planeta, prejudicando o equilíbrio do meio ambiente.

Agindo de forma predatória, tem destruído a natureza sem se preocupar com os prejuízos que sofrerá num futuro bem próximo.

São desmatamentos, queimadas, destruição da camada de ozônio, o efeito estufa, dentre vários outros problemas que tem causado a extinção de importantes espécies vegetais, além dos animais, prejudicando as cadeias em que os mesmos se utilizam para viver. Arara-azul, mico-leão-dourado, lobo-guará, tamanduá-bandeira e vários outros, são animais da fauna brasileira que são dificilmente encontrados.

É importante que a humanidade crie consciência ecológica, de que a degradação ambiental só trará malefícios para as gerações futuras.

Fonte: Brasil Escola – acessado em 30/11/09
http://www.brasilescola.com/datacomemorativas/dia-natureza.htm


05 DE OUTUBRO
DIA MUNDIAL DO HABITAT

O Dia Mundial do Habitat é celebrado anualmente na primeira segunda-feira de Outubro em todo o mundo. Foi designado oficialmente pela ONU e celebrado pela primeira vez em 1986. O objetivo do dia é permitir a reflexão sobre o estado das cidades e do direito humano à moradia adequada assim como lembrar ao mundo de sua responsabilidade coletiva sobre o habitat das gerações futuras.

Fonte: Wikipedia – acessado em 16/11/09
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Mundial_do_Habitat


DIA DA AVE

O Brasil é o terceiro país do mundo em variedade de aves. Há décadas, várias espécies de aves sofrem grandes impactos, tanto pelo intenso tráfico de animais silvestres quanto pelo intenso desmatamento de grandes florestas. A perda do hábitat é um dos grandes fatores pelas inúmeras espécies estarem desaparecendo.

Cada vez mais tem aumentado o número de aves nas cidades. Os programas de arborização urbana aliado com o aumento no número de pessoas que tem plantado árvores em suas casas e ruas tornam-se um grande atrativo para inúmeras espécies de aves que vem atrás de alimento, como frutas e sementes.

As Unidades de Conservação foram criadas para a conservação e preservação de ecossistemas, sendo que muitos deles abrigam inúmeras espécies, principalmente aves, sendo a maioria ameaçadas de extinção, como o papagaio de cara-roxa, o japim, a gralha-azul, o maçarico-rasteiro, o tucano-de-bico-verde, o flamingo, o macuco, a ararinha-azul, a maria-faceira entre outras.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/ave.html


04 A 10 DE OUTUBRO
SEMANA DE PROTEÇÃO À FAUNA


O Brasil é considerado o mais rico país em diversidade de espécies animais do planeta e um dos mais importantes bancos de biodiversidade. Mais de 218 espécies de animais silvestres já se encontram na lista dos animais em extinção e pelo menos 7 dessas espécies são consideradas extintas, não sendo registradas suas presenças nos últimos 50 anos.

As principais causas da redução de espécies são: a destruição dos habitats por corte de vegetação, a ocupação humana e a exploração econômica, seguida do tráfico de animais silvestres. Calcula-se que 12 milhões de animais são retirados anualmente do país de forma ilegal, através do tráfico. A caça também é um dos fatores que exercem grandes impactos na fauna silvestre.

A manutenção da fauna silvestre possibilita a sua exploração turística, pois a cada ano cresce o número de pessoas que procuram os parques naturais para ver os animais selvagens. Só de birdwatchers (aqueles que observam os pássaros), estima-se que existam mais de 80 milhões, o que representa um relevante potencial econômico, pois necessitam usar hotéis e o comércio próximo às áreas de observação, gerando assim enormes receitas. Sem contar a pesca para alimentação em áreas naturais que também gera milhões de dólares em todo o mundo.

Fonte: Ambiente Brasil – acessado em 30/11/09
http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./educacao/index.php3&conteudo=./educacao/fauna.html


12 DE OUTUBRO
DIA MUNDIAL DO MAR


O Dia Mundial do Mar celebra-se há 31 anos, isto é, desde 1978, por iniciativa da Organização Marítima Internacional. Pretende-se chamar a atenção para a importância da navegação segura, do ambiente marinho. Hoje em dia, cada país pode escolher o dia em que realiza esta comemoração. Ultimamente, fala-se também na Semana do Mar, que também pode ser organizada na época do ano que cada país considerar a melhor. Isto é: o importante é falar do mar, garantir qualidade ao transporte e à navegação e preservar sua boa qualidade.

Fonte: Becre – acessado em 16/11/09
http://moodle.ag-sg.net/mod/forum/discuss.php?d=2228



Acesso Fácil

Ambiente

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2034 visitantes

Servidor Municipal


Redes Sociais

Logo do Facebook  Logo do Flickr  Logo do Youtube  Logo do Twitter  icon instagran

 

 

ouvidoria rodape lon

 acesso a informacao rodape

icon interacao