Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Servidor municipal lança livro “1963-O Paraná em chamas”

Share

O autor vai destinar 200 livros para bibliotecas municipais e escolas estaduais

O geógrafo e servidor municipal José Luiz Alves Nunes lança, na próxilivro.parana em chamas.Dma quinta-feira (7), o livro “1963-O Paraná em chamas”. A cerimônia será às 20 horas, na Vectra Store, localizada na Rua Bento Munhoz da Rocha Neto, 1.225. O autor integra a equipe de Geoprocessamento do Instituto de Planejamento Urbano de Londrina(IPPUL).

“1963-O Paraná em chamas” traz a história de um incêndio florestal que ocorreu há cinquenta anos no Paraná.   Foram 3 anos de trabalho que incluiu pesquisas em mais de 1000 documentos, entre periódicos, estudos acadêmicos, arquivos eletrônicos, relatórios governamentais além de entrevistas com jornalistas, profissionais agrônomos da época e integrantes da Defesa Civil do Paraná.

O resultado é um livro com 204 páginas, 76 ilustrações, além de gráficos, tabelas e um encarte especial, com áreas atingidas pelos incêndios e outras informações correlatas.

Nunes contou que a ideia nasceu de uma fotografia do engenheiro agrônomo Armínio Kaiser, que atuava no Instituto Brasileiro do Café (IBC) à época. Nela, crianças enfileiradas na beira de uma estrada, próxima a Munhoz de Melo e Astorga rezavam para que Deus mandasse a benção das chuvas.

Para Nunes o tema é importante já que dois milhões de hectares de florestas, plantações e pastagens foram destruídas configurando no maior incêndio florestal por área devastada em todo mundo até hoje. O número de vítimas é inconclusivo, mas seguramente superou uma centena de pessoas.

O autor vai destinar 200 livros para serem utilizadas em bibliotecas municipais e escolas estaduais de Londrina. A tiragem inicial do livro é de 1000 exemplares, que serão comercializados nas Livrarias Curitiba, no Shopping Catuaí e no Sebo Capricho, no centro, ao preço de R$ 34,90.

Este é o segundo livro do autor, que escreveu "Londrina! Cidade de braços abertos – o olhar de um pé vermelho da segunda geração” que contou com 152 páginas, 71 fotos e nove ilustrações. Nele o leitor teve a oportunidade de conhecer fatos que recuperam a história de Londrina.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2495 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner