Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Prefeitura lança projeto “Idoso Agente Voluntário de Trânsito”

Share

Capacitar os agentes voluntários visando ampliar a conscientização dos grupos de idosos é a finalidade

Capacitar os agentes voluntários visando ampliar a conscientização dos grupos de idosos é a finalidadeO projeto “Idoso Agente Voluntário de Trânsito”, que objetiva reduzir os índices de acidentes que envolvem a pessoa idosa, foi oficialmente lançado na tarde de hoje (16), no Centro de Convivência da Pessoa Idosa – Benedito Camargo Sobrinho. A ação é uma iniciativa da Prefeitura realizada por meio da Secretaria Municipal do Idoso (SMI) em parceria com a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU).  

A secretária municipal do Idoso, Maria Inez Mazzer Barroso, destacou que a luta pela qualidade de vida dos idosos abrange todas as situações que os envolvem. “Nos dias de hoje, o idoso é ativo, saudável, participa da vida em comunidade. Desta forma, quando se desloca é imprescindível que se proteja. Este cuidado fundamenta a existência do projeto. Ou seja, transmitir uma orientação adequada para que este grupo de pessoas não se envolva em acidentes”, explicou.

Ainda de acordo com a secretária, os voluntários serão capacitados de forma profissional, tanto do ponto de vista do pedestre quanto do motorista, para que possam funcionar como elo entre os grupos a que pertencem e os órgãos públicos. “As orientações práticas poderão ser repassadas aos demais membros dos grupos. E, por outro lado, os voluntários nos apresentarão as demandas que surgirem nos bairros, o que irá possibilitar que a CMTU amplie os trabalhos e aprimore os serviços”, disse Maria Inez.

Capacitar os agentes voluntários visando ampliar a conscientização dos grupos de idosos é a finalidadeJá o diretor de trânsito da CMTU, Diógenes Gonçalves, justificou que esta iniciativa é uma resposta às estatísticas de acidentes no trânsito que envolvem as pessoas com mais de 60 anos. Para ele, os números refletem a necessidade de que os idosos participem ativamente das questões relacionadas à prevenção através da educação. Além disso, Gonçalves destacou que a iniciativa de transformar os voluntários em agentes multiplicadores atende ao disposto no Estatuto do Idoso no que concerne à inclusão e desenvolvimento deste grupo.   

A voluntária Maria de Lurdes Broietti, por sua vez, enfatizou que irá aprender para depois repassar os conhecimentos. Além disso, ela ressaltou a importância da conscientização sobre os riscos no trânsito. ”A rotina nas ruas é perigosa, pode matar. Nós precisamos tomar mais cuidado, respeitar as leis de trânsito. Atravessar a rua, por exemplo, somente na faixa”, finalizou.

Fotos: Luiz Jacobs

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2294 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner