Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Exemplos de Cálculo

Share

Como Funciona a Destinação Do Seu Imposto De Renda Para O Fundo Municipal Dos Direitos Da Criança e do Adolescente.


O Estatuto da Criança e do Adolescente criou os Conselhos de Direitos com a finalidade de definir políticas e gerenciar recursos destinados a desenvolver projetos na área da criança e do adolescente.
De acordo com a Lei Federal nº 8069/90, parte do Imposto de Renda das pessoas físicas e jurídicas pode ser destinada a tais projetos, através de doações ao Fundo Municipal dos Direitos. A destinação é deduzida do Imposto de Renda Devido e o valor doado é considerado um adiantamento do imposto. O contribuinte apenas direciona parte do imposto devido à criança e ao adolescente de sua cidade, pois quem paga é o governo.
As pessoas físicas podem optar pela destinação ao Fundo efetuando-a ao Fundo Municipal dos Direitos até o último dia útil de dezembro de cada ano. Podem deduzir até 6% do IMPOSTO DE RENDA DEVIDO, apurado na declaração antes da compensação dos valores recolhidos na Fonte e no "Carnê-Leão". Este limite não é exclusivo para as doações aos Fundos para Infância e Adolescência e inclui doações e patrocínios para projeto enquadrados como incentivos a atividades culturais, artísticas e audiovisuais.

Exemplos de cálculo da dedução na declaração de ajuste anual da pessoa física:

A. Declaração com Imposto a Pagar:

 

Sem destinação

Com destinação

Imposto de Renda Devido

7.000,00

7.000,00

(-) Doação ao Fundo de Direitos

-

400,00

(=) Imposto de Renda Devido

7.000,00

6.600,00

(-) IR/Fonte ou Carnê-Leão

6.500,00

6.500,00

(=) IR a PAGAR

500,00

100,00

  

B. Declaração com Imposto a Restituir:

 

Sem destinação

Com destinação

Imposto de Renda Devido

7.000,00

7.000,00

(-) Doação ao Fundo de Direitos

-

6.600,00

(=) Imposto de Renda Devido

7.000,00

7.000,00

(-) IR/Fonte ou Carnê-Leão

8.000,00

8.000,00

(=) IR a PAGAR

1.000,00

1.400,00

  • Somente as empresas tributadas pelo LUCRO REAL podem contribuir com o Fundo para Infância e Adolescência.
  • As microempresas e as empresas tributadas pelo "Lucro Presumido ou Arbitrado" não podem contribuir com o Fundo para Infância e Adolescência.
  • As pessoas jurídicas estão limitadas a 1% do seu Imposto de Renda Devido. Quando tributadas pelo Lucro Real podem a fazer a sua destinação ao Fundo durante o período base, podendo abater inclusive do Imposto de Renda recolhido por estimativa.
  • As empresas não podem deduzir esta destinação também como despesa. O valor correspondente a essas doações não é dedutível como despesa operacional na apuração do Lucro Real, devendo ser adicionada ao Lucro Líquido.
  • As empresas que optam por outros Incentivos Fiscais podem contribuir com o Fundo para a Infância e Adolescência e as doações aos Fundos de Direitos não estão atreladas a outros Incentivos Fiscais.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3232 visitantes

Servidor Municipal


Redes Sociais

Logo do Facebook  Logo do Flickr  Logo do Youtube  Logo do Twitter  icon instagran

 

 

ouvidoria rodape lon

 acesso a informacao rodape

icon interacao