Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Londrina vai ganhar faixas exclusivas para ônibus

Share
Rua João Cândido e avenida Duque de Caxias serão as primeiras a receber a implantação do projeto, motoristas poderão economizar 10 minutos no tráfego das vias


3c229c683268077ad877019876a2a04aComo forma de desafogar e melhorar o fluxo de trânsito em duas das principais vias da cidade, a Prefeitura de Londrina lançou hoje (25), durante entrevista semanal do prefeito Barbosa Neto, o projeto “Faixa Exclusiva de Ônibus”. A iniciativa conta com o apoio do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), da Secretaria Municipal de Obras e do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Londrina (Metrolon) e consiste na criação de uma faixa à direita em trechos da rua Professor João Cândido e da avenida Duque de Caxias, que, em determinados horários, vai funcionar apenas para o fluxo de ônibus e táxis com passageiros. O investimento, para a inclusão da Faixa Exclusiva de Ônibus nos dois logradouros, será de aproximadamente R$ 150 mil, sendo que o Metrolon viabilizará R$ 90 mil para a execução dos trabalhos. Já a administração municipal fica responsável por R$ 60 mil dos recursos. O prefeito Barbosa Neto ressaltou que a ação é importante porque devido ao crescente número de veículos na cidade, o trânsito tem sofrido alguns danos, como a deterioração da malha asfáltica. “Esse aumento da velocidade média dos ônibus vai melhorar a qualidade do trânsito da cidade. Essa é apenas uma etapa de uma série de intervenções que ainda vamos aplicar no sistema viário local.” O diretor de Trânsito e Transporte da CMTU, Wilson de Jesus, afirmou que, pelos cálculos da companhia, cada linha de ônibus que passa pela rua João Cândido ou pela avenida Duque de Caxias terá uma diminuição de sete a 10 minutos no tempo total de percurso. “Também deve haver o aumento na velocidade média desses veículos, que hoje é de 16 quilômetros por hora”, constatou. O diretor comentou que a previsão é de que o trecho da rua Professor João Cândido, seja terminado até o dia 12 de abril. “Nossas equipes já estão nas ruas trabalhando eficientemente, já que o nosso objetivo é priorizar o sistema de transporte coletivo, fato que tem acontecido na atual administração municipal”, ressaltou Wilson de Jesus. A gerente de Trânsito do Ippul, Cristiane Biazzono, explicou porque a rua Professor João Cândido e a avenida Duque de Caxias foram selecionadas para o serviço ser aplicado primeiramente. “As duas vias foram escolhidas porque recebem um intenso tráfego de veículos, já que são rotas principais para as regiões norte e sul da cidade.”, disse. Ela ainda apresentou dados do instituto que mensuram que, atualmente, 12.500 veículos particulares e 375 ônibus circulam em cada um dos dois logradouros, em média, por dia. Só o total de ônibus coletivos, que passam em cada via, diariamente, carregam a média de 18.750 passageiros. Com a adoção do projeto, 1.200 metros da João Cândido e 1.300 metros da Duque de Caxias contarão com duas faixas exclusivas para carros e o corredor reservado aos ônibus. As faixas funcionarão apenas em determinados horários: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, entre as 7h e 14h. Poderão utilizá-las, além de veículos oficiais de transporte coletivo, táxis que estejam com passageiros. Cristiane Biazzono fez uma ressalva à segunda situação: “É necessário que os táxis não possuam aquela película que escurece os vidros (insulfim), para que os agentes de trânsito possam constatar que há pessoas sendo transportadas”, alertou. A gerente de Trânsito destacou ainda que veículos particulares poderão adentrar o corredor, durante os períodos de atividade da faixa exclusiva, para embarque e desembarque, entrada e saída de lotes à direita da via e para conversão à direita. Fora dos horários de funcionamento, o espaço servirá como estacionamento. Implantação do projeto A rua Professor João Cândido será o ponto de estreia do novo projeto. O corredor exclusivo para ônibus e táxis, com passageiros nessa via, será de 1.200 metros, com início na avenida Juscelino Kubitscheck e término na rua Benjamin Constant, na esquina do Terminal Urbano de Londrina. Técnicos da CMTU já iniciaram esta semana os trabalhos de preparação da via para abrigar a nova faixa. Serão instaladas 16 placas de sinalização, com informações sobre a criação do corredor,  horários de funcionamento e algumas placas especiais que indicarão o momento em que automóveis privados poderão ocupar o espaço para efetuar conversões à direita. Além disso, 430 prismas de sinalização serão inseridos no asfalto, que também receberá pinturas (os chamados sinalizadores horizontais) com indicação das novas separações de faixas e o atributo de cada uma. Outras medidas adotadas são: a adequação da geometria ao lado esquerdo das esquinas e da posição dos semáforos. A previsão para o término das obras e início do “Faixa Exclusiva de Ônibus” é 12 de abril. Wilson de Jesus frisou que, para que a conclusão do serviço ocorra dentro do cronograma, é necessária a colaboração do tempo na cidade. “Como se trata de pintura em asfalto e uso de tinta, não pode haver grandes quantidades de chuva, para que possamos encerrar as atividades a tempo”, salientou o diretor. Após a implantação do novo sistema na João Cândido, a avenida Duque de Caxias passará pelas adaptações para ingressar no projeto. Nessa via, serão implementados 1.300 metros de corredor, que se estenderá da avenida Leste Oeste à Juscelino Kubitscheck. Nesse logradouro, serão incluídas 22 placas de sinalização e 464 prismas, além das demais adequações (exceto a adequação de geometria, desnecessária para a faixa dessa avenida). Após a instalação do sistema nas duas vias do sentido norte-sul, a Prefeitura de Londrina iniciará os estudos dos pontos mais indicados a receber o projeto no sentido leste-oeste.
(Londrina, 25 de março de 2010) Foto: Luiz Jacobs

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 1773 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner