Banner
   
Tamanho Texto

Busca

E. M. Francisco Pereira de Almeida Junior - Histórico

Share
HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO

DENOMINAÇÃO: Escola Municipal “Francisco Pereira de Almeida Junior” – Ensino de 1º Grau.

DECRETO DE CRIAÇÃO: N.º 406 de 14 de dezembro de 1988.

INÍCIO DE FUNCIONAMENTO: 1989.

LOCALIZAÇÃO: Rua Mário Sérgio Carmagnani, 145 – Conjunto Habitacional Guilherme Braga de Abreu Pires.

COMO SE DEU NO INÍCIO:
• Corpo Docente: Diretora, Supervisora, 4 Professores de sala de aula, 1 auxiliar, 1 Secretária, 1 Professora de Ed. Física e 2 Serventes.
• Corpo Discente: 113 alunos de 1ª à 4ª série do 1º Grau.
      
A Escola iniciou suas atividades em 13 de fevereiro de 1989, ocupando as dependências do Centro Comunitário do Conjunto Habitacional Ernani Moura Lima, no período matutino.
      
Foi designada para direção da escola, a Profª. Leliane Noivo Malanga.
      
A construção do prédio da Escola Municipal “Francisco Pereira de Almeida Junior” – Ensino de 1º Grau, foi iniciada na Administração Wilson Moreira, em convênio com a Fundação Educacional do Estado do Paraná – FUNDEPAR.
   

NOSSO PATRONO

Biografia de FRANCISCO PEREIRA DE ALMEIDA JUNIOR
 
Francisco Pereira de Almeida Junior, o autor da letra do Hino à Londrina, nasceu em 30 de outubro de 1896, na Fazenda da Granja, Município de Paraíba do Sul, Estado do Rio de Janeiro. Faleceu em Londrina, no dia 13 de janeiro de 1986, perto dos noventa anos, de profícua existência. Filho de Francisco Pereira de Almeida e Elvira do Val Pereira de Almeida, era de ascendência lusa, demonstrando com seu temperamento de lutador infatigável e sensibilidade de poeta, suas raízes genealógicas com o mundo de Camões.
      
Iniciou sua vida profissional como tipógrafo, passando depois para o comércio, que nunca mais abandonaria, a não ser no período de 1914 a 1916, quando serviu o Exército.
      
Em 1925, Almeida Junior casou-se com Maria Alexandrina Xande de Almeida.
      
Após muitos feitos, em junho de 1937 veio para a cidade de Jacarezinho, onde dedicou-se desde então, exclusivamente, ao comércio de café, vindo para Londrina em 1950, onde se instalou na Avenida Higienópolis.
      
Viveu Londrina intensamente, cantando-a em prosa e verso: glorificando-a, afinal, nesse cântico imortal, que representa a obra-prima do seu amor por nossa terra e gente: o Hino a Londrina.

Voltar

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2918 visitantes

Servidor Municipal


Redes Sociais

Logo do Facebook  Logo do Flickr  Logo do Youtube  Logo do Twitter  icon instagran

 

 

ouvidoria rodape lon

 acesso a informacao rodape

icon interacao